Significado do Ouroboros

O que é o Ouroboros:

Ouroboros é um símbolo místico que representa o conceito da eternidade, através da figura de uma serpente (ou dragão) que morde a própria cauda.

Com base na semiótica, a representação circular do ouroboros simboliza a constante evolução e movimento da vida, além de outros significados como a autofecundação, a ressurreição, a criação, a destruição e a renovação.

Ouroboros

Etimologicamente, a palavra ouroboros se originou a partir da junção dos termos gregos ourá, que significa “cauda”, e boros, que quer dizer “comer” ou “devorar”.

Também conhecido como oroboro ou uróboro, este símbolo esteve presente em diversas culturas e religiões ao longo dos séculos. Tradicionalmente, o ouroboros é usado como representação da criação do Universo e de tudo aquilo que é tido como eterno e infinito.

Atualmente, o símbolo do ouroboros é bastante utilizado como uma opção de tatuagem, representando justamente a ideia original da renovação, da eternidade e do ciclo da vida.

Origem do Ouroboros

O primeiro registro conhecido do ouroboros está presente num texto funerário do Antigo Egito, encontrado no túmulo do imperador Tutankhamun. Para os egípcios, este símbolo era a representação da união de Ra (deus do sol) e Osiris (deus da vida, da morte e da ressurreição), significando o conceito do começo e do fim de uma era.

A criação deste símbolo estaria relacionada com a alquimia, uma ciência mística que, entre outras finalidades, buscava encontrar o “elixir da vida e da imortalidade”.

Saiba mais sobre o significado da Alquimia.

A representação da serpente do ouroboros costuma ser interpretada de forma negativa pelo cristianismo, pois este animal representa os seres infernais, de acordo com os textos canônicos.

Mas, vale ressaltar que a criação do ouroboros pertence às culturas pré-cristãs que, neste caso, atribuíam um significado positivo ao símbolo: evolução, reconstrução, fecundação e mudança.

Ao longo do tempo, o símbolo do ouroboros foi absorvido por outras culturas, religiões e doutrinas místicas, como no gnosticismo, o budismo, a maçonaria e algumas religiões africanas, por exemplo.

Mesmo estando presente em diferentes culturas e assumindo interpretações distintas, a base do seu significado consiste na ideia da criação eterna e continua.

Ver também: o significado do Símbolo do Infinito.

Data de atualização: 25/02/2020.