O que é um Saruê?

Saruê - gambáSaruê é um dos nomes dados ao gambá (Didelphis aurita) no Brasil, usado principalmente na Bahia e em outros estados do Nordeste. Este animal é da família dos marsupiais, não é domesticável e pode morder, caso se sinta ameaçado.

Uma das principais características do saruê é a presença de uma glândula na região do ânus que libera um odor fétido bastante desagradável quando se sente ameaçado.

O saruê não é considerado um animal perigoso, mas pode transmitir várias zoonoses para o ser humano, quando ambos compartilham o mesmo habitat, como a leptospirose, por exemplo.

Os saruês têm hábitos noturnos e se alimentam de frutas, raízes, vermes, larvas, insetos, lagartos, serpentes, anfíbios, aves e pequeno mamíferos, como ratos. Além disso, os saruês ainda são conhecidos por seu apreço pelo sangue, que costumam sugar de suas vítimas.

Podem ser encontrados em praticamente todo o país, seja nas florestas ou nos centros urbanos. Aliás, é comum a presença de saruês em porões, forros e sotãos das casas.

Dependendo da região do Brasil, o saruê ainda pode ser conhecido como mucura (na Amazônia), cassaco (no Ceará), timbu (em Pernambuco), micurê (em Mato Grosso) ou taibu, tacaca e ticaca (na região Sudeste).

Etimologicamente, o termo saruê se originou a partir do tupi antigo sarigûeîa, enquanto que gambá é derivado do tupi gã'bá, que significa "seio oco", uma referência a característica dos marsupiais de terem uma "bolsa" abdominal externa de seus corpos (marsúpio), onde os seus filhotes ficam até completar o desenvolvimento.

Atualizado em