Senso Comum

Pedro Menezes
Pedro Menezes
Professor de Filosofia, Mestre em Ciências da Educação

O que é o senso comum:

O senso comum é o conhecimento adquirido pelas pessoas a partir dos costumes, das experiências e vivências cotidianas. É um conhecimento superficial baseado no hábito, não é fruto de grande reflexão.

O senso comum, também chamado de conhecimento empírico, acumula-se ao longo da vida e é transmitido de geração em geração.

É um saber que não se baseia em métodos ou conclusões científicas, e sim na crença, no modo comum e espontâneo de assimilar informações e conhecimentos úteis no cotidiano.

A função do senso comum é agilizar os processos de tomada de decisão para facilitar o cotidiano. Assim, nem todas as ações devem ser alvo de reflexão, podendo ser automatizadas pelo costume.

Exemplos de senso comum

Os conselhos, ditos populares e superstições são exemplos marcantes do que é o senso comum. Eles são tidos como verdades e seguidos por diversas pessoas:

  • Comer manga com leite faz mal;
  • Deixar as sandálias de cabeça para baixo ou abrir o guarda-chuva dentro de casa é um sinal de mau agouro;
  • Cortar os cabelos na lua crescente para que cresçam mais rápido;
  • Usar cores relacionadas a desejos na passagem do ano novo.

O senso comum também pode ser um reflexo dos preconceitos existentes na sociedade, como em:

  • As mulheres devem cuidar da casa e os homens devem prover o lar;
  • Uma raça ou etnia é mais apta/capaz que outra para determinadas tarefas;
  • "Em briga de marido e mulher, ninguém mete a colher";
  • Meninas vestem rosa e meninos vestem azul.

O senso comum é uma herança cultural que tem a função de orientar o modo de vida das pessoas. Os resultados desses saberes podem ser tanto positivos quanto negativos para a sociedade.

Através do senso comum, por exemplo, uma criança aprende o que é o perigo e a segurança, o que pode e o que não pode comer, o que é o certo e o errado. Essas normas de que vão direcionar o seu modo de agir e pensar, as suas atitudes e decisões.

Por outro lado, o senso comum pode estar carregado de preconceitos, que podem ser transmitidos de geração a geração.

Veja também: exemplos de senso comum.

Diferença entre senso comum e conhecimento científico

O senso comum é um conhecimento assistemático, ou seja, não possui uma organização prévia ou investigação de estudos para se chegar a uma conclusão.

A ciência, no entanto, é um conhecimento sistemático, organizado a partir de um conjunto de teorias, estudos e observações coerentes e relacionadas entre si.

O conhecimento científico é a base da ciência, todas as suas preposições, teorias e hipóteses são comprovadas (ou não) através de uma série de experiências e analises.

Saiba mais sobre o conhecimento científico.

Diferença entre senso comum e senso crítico

O senso comum está associado à crença e ao conhecimento irrefletido. Seu conhecimento pode estar fundamentado em afirmações como: "porque sim", "porque sempre foi assim", "porque me disseram" ou "todo mundo sabe que é assim".

Já o senso crítico é o seu oposto, é baseado no questionamento, na reflexão, na pesquisa e no pensamento crítico. As informações são sempre analisadas através da lógica e buscam uma conclusão verdadeira e universal.

Saiba mais sobre senso crítico.

Ver também:

Atualizado em
Pedro Menezes
Pedro Menezes
Licenciado em Filosofia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e Mestre em Ciências da Educação pela Universidade do Porto (FPCEUP).