Significado de Abiogênese

O que é a Abiogênese:

A abiogênese é uma teoria que buscava explicar o surgimento de vida na Terra. Procurou desvendar as hipóteses a respeito dos organismos vivos e defendia a ideia de que o surgimento teria acontecido a partir de matérias brutas sem vida.

O filósofo Aristóteles (384 a.C.- 322 a.C.) foi defensor da abiogênese, pois acreditava que o início da vida na Terra ocorreu de maneira natural, devido à existência de um força natural (força vital) capaz de gerar vida.

Teoria da abiogênese

A teoria, que também é chamada de geração espontânea, foi a primeira explicação surgida e aceita para identificar como ocorreu o surgimento de vida na Terra.

De acordo com ela, e conforme defendia Aristóteles, em alguns tipos de matéria orgânica, existia uma força vital (também chamada de princípio ativo), composta por uma energia que teria originado os primeiros seres vivos da Terra.

O que a teoria chamava de força vital é, na realidade, uma reação química ocorrida nas matérias orgânicas, que resulta na produção de energia. Assim, esta seria a explicação química da origem dos seres vivos, na qual se baseou a abiogênese.

Veja alguns exemplos aceitos pela abiogênese como forma de geração espontânea de vida:

  • aparecimento dos sapos através de uma reação orgânica em ambientes com lodo,
  • nascimento de moscas a partir do processo de decomposição da carne,
  • surgimento de vermes seria devido a reações intestinais naturais.

Mais tarde, a ciência comprovou que estes e outros animais não haviam surgido espontaneamente por estas razões. Seu aparecimento nos locais era devido a processos naturais, como o mal cheiro e a putrefação (um estágio de decomposição) de determinados elementos, como é o caso da carne.

Defensores da abiogênese

Além de Aristóteles, também eram adeptos da abiogênese: o cientista Isaac Newton (1643-1727), o filósofo René Descartes (1596-1650) e o médico William Harvey (1778-1675).

Existe comprovação científica da abiogênese?

Modernamente a teoria da geração espontânea não é mais aceita, pela falta de comprovação científica.

Entretanto, até o século XIX, a abiogênese foi abordagem mais bem recebida como explicação do surgimento dos seres vivos.

Foi Louis Pasteur (1822-1895) que comprovou a impossibilidade da geração de vida espontânea. O cientista realizou um experimento em que utilizou uma mistura de diversos nutrientes, fervendo-a até atingir a temperatura em que não existiriam seres vivos no líquido.

Ao repousar a mistura por um longo período, ele pode verificar que o líquido se manteve estéril, sem gerar nenhuma forma de vida.

Conheça também as principais características dos seres vivos.

Diferença entre abiogênese e biogênese

Como vimos, a abiogênese é a teoria que explicava o surgimento dos organismos vivos a partir de matérias orgânicas sem vida.

Já a biogênese tem a fundamentação oposta. A teoria explica o surgimento dos seres vivos a partir do processo reprodutivo de outros organismos vivos já existentes.

Por isso, ao contrário do que a abiogênese afirmava, defendia que a geração de vida só seria viável a partir de outra forma de vida que existisse anteriormente.

Conheça mais detalhes sobre a biogênese e veja as principais diferenças entre abiogênese e biogênese.

Data de atualização: 11/12/2019.