Significado de Biotecnologia

O que é Biotecnologia:

Biotecnologia é uma área da ciência voltada à utilização de sistemas e organismos vivos na criação e melhoria de técnicas e produtos.

A biotecnologia engloba ciências biológicas básicas (como biologia molecular, embriologia, genética, etc), ciências aplicadas (como imunologia e bioquímica), além de áreas tecnológicas como informática e robótica.

Os métodos biotecnológicos abrangem diversos procedimentos de modificação de organismos vivos, desde os mais simples como a domesticação de animais e o cultivo de plantas, até os processos de aperfeiçoamento como seleção artificial e hibridização. Além disso, os métodos mais modernos envolvem a utilização de engenharia genética e a cultura de células e tecidos.

A integração entre as diferentes áreas da biologia com as técnicas mencionadas acima dá origem à biotecnologia, cujas aplicações ocorrem em diversos setores.

Diferenças entre biotecnologia clássica e biotecnologia moderna

A biotecnologia clássica diz respeito aos diversos meios de utilização de microrganismos vivos para a produção de novos produtos ou modificação de produtos já existentes. Abrange métodos clássicos como o cruzamento de espécies para obtenção de novas que possuam as características desejadas, e de fermentação, utilizada na produção de vinhos, queijos e pão.

A biotecnologia moderna se baseia fortemente nas técnicas que utilizam engenharia genética. Nesse sentido, é possível afirmar que os maiores avanços da biotecnologia ocorreram através de ferramentas e métodos da engenharia genética, a exemplo da manipulação intencional de genes, células e tecidos de forma controlada para formar organismos geneticamente melhorados, a recombinação de DNA, cultura de tecidos, mutagêneses, etc.

Exemplos de aplicação da biotecnologia

Considerando que a biotecnologia compreende um amplo leque de ciências, seus resultados podem ser encontrados em inúmeros setores da economia. As aplicações desta área sempre buscam melhorar a qualidade de vida no planeta, seja através da criação de novas técnicas e produtos ou pelo aprimoramento dos já existentes.

Organismos geneticamente modificados

Um exemplo clássico de aplicação da biotecnologia é a criação de organismos geneticamente modificados (OGM), também chamados de transgênicos. Esses organismos tiveram seu código genético alterado (geralmente através da combinação com genes de outros organismos), com o objetivo de eliminar defeitos e desenvolver novas propriedades.

Norman Bourlaug

Na década de 50, o agrônomo Norman Borlaug, através de cruzamentos genéticos, deu origem ao "trigo meio anão", uma nova espécie de trigo mais resistente e produtiva, que revolucionou a agricultura no mundo todo.

Os principais exemplos de organismos geneticamente modificados são os utilizados:

  • na medicina: insulina, células-tronco, hormônio de crescimento, hormônios para tratamento de infertilidade, novos tratamentos para o câncer, terapia genética (tratamento de doenças através da substituição de genes defeituosos), vacinas, etc.
  • na agricultura: alimentos melhorados geneticamente, colheitas mais resistentes e produtivas, animais e plantas modificados para produzirem sustâncias utilizáveis em remédios, etc.
  • em animais: ratos transgênicos utilizados em estudos e peixes com crescimento quatro vezes acima do normal (tilápia e dourado).
  • no ambiente: bactérias que combatem a poluição causada por petróleo e metais.

Outros exemplos

A título de exemplo, confira outros bens e serviços que tiveram origem biotecnológica:

SetoresBens e Serviços
Agricultura

Adubo composto, pesticidas, silagem, mudas de plantas ou de árvores, plantas com propriedades novas, etc.

Saúde

Antibióticos, hormônios, medicamentos, reagentes, testes, etc.

Indústria Química

Butanol, acetona, glicerol, ácidos orgânicos, enzimas, etc.

EletrônicaBiosensores
Energia

Etanol, biogás, etc.

Meio Ambiente

Recuperação de petróleo, tratamento do lixo, purificação da água, etc.

Pecuária

Embriões

Vantagens da biotecnologia

As vantagens trazidas pela biotecnologia são inúmeras e se estendem por todos os seus campos de aplicação, melhorando a qualidade de vida no mundo. Entre os seus resultados mais aparentes estão:

  • Colheitas de maior rendimento e maior resistência;
  • Menor utilização de pesticidas;
  • Alimentos transgênicos duram mais tempo, diminuindo o desperdício de comida;
  • Redução na quantidade de energia necessária para se produzir alimentos;
  • Utilização de produtos menos nocivos ao meio ambiente;
  • Diminuição da fome no mundo;
  • Alimentos mais nutritivos;
  • Redução na ocorrência de doenças contagiosas;
  • Criação de ferramentas mais precisas na detecção de doenças, etc.

Desvantagens da biotecnologia

Os avanços causados pela biotecnologia também possuem consequências negativas. Entre as principais, podemos destacar:

  • Danos ao meio ambiente;
  • Alta dependência de tecnologias oriundas de países desenvolvidos;
  • Aumento da concentração de renda;
  • Incerteza sobre os seus efeitos, a longo prazo, no meio ambiente e nos organismos;
  • Diminuição da biodiversidade;
  • Aumento na ocorrência de doenças causadas por produtos transgênicos.

Classificações da biotecnologia

Com o objetivo de classificar as diferentes áreas da biotecnologia, os profissionais e estudiosos da área passaram a adotar um sistema de cores que divide a ciência em ramos, de acordo com o campo de aplicação:

  • Biotecnologia verde: é aplicada na agricultura com o objetivo de criar condições agrícolas mais sustentáveis.
  • Biotecnologia vermelha: é aplicada na medicina com o objetivo de aprimorar medicamentos e tratamentos. Os métodos mais avançados abrangem até mesmo a cura de doenças através de manipulação genética.
  • Biotecnologia branca: também chamada de biotecnologia industrial, é utilizada na fabricação de produtos através de métodos menos nocivos ao meio ambiente.
  • Biotecnologia amarela: é aplicada nas áreas de nutrição e produção de alimentos, mas também se refere ao ramo da biotecnologia aplicado aos insetos.
  • Biotecnologia azul: é aplicada na exploração de recursos biológicos marítimos.
  • Biotecnologia roxa: está relacionada às leis, patentes, publicações e outras questões documentais relacionadas à biotecnologia.
  • Biotecnologia dourada: se refere ao uso da bioinformática e de técnicas computacionais na biotecnologia.
  • Biotecnologia laranja: também chamada de biotecnologia educacional, consiste em todas as medidas voltadas à disseminação e divulgação da biotecnologia.
  • Biotecnologia preta: está relacionada à aplicação da biotecnologia para fins bélicos, como a produção de armas biológicas.

Carreira na biotecnologia

Tendo em vista o caráter multidisciplinar da biotecnologia, o acesso à profissão pode ocorrer através de diversas formações distintas, como a biologia, medicina, agronomia, bioquímica, engenharia, farmácia, etc.

Os requisitos de especialização para entrada na área da biotecnologia variam de acordo com as regulamentações próprias de cada profissão.

Veja também:

Data de atualização: 25/07/2018. O significado de Biotecnologia está nas categorias: Geral, Tecnologia