6 Características dos seres vivos

Os seres vivos são organismos que possuem um conjunto de elementos existentes em sua composição, que não existem na matéria bruta, sem vida. Para serem considerados seres vivos, estes organismos compartilham importantes características em comum, que se desdobram em outras, conforme sua complexabilidade.

As principais características são:

1. Possui DNA

A primeira característica de um ser vivo, quando comparado a um ser que não possui vida é a sua composição química complexa.

A primeira delas é que um ser vivo é aquele organismo que possui ácido nucleico (DNA ou RNA), responsável pelo material genético humano. Esta é uma composição que encontramos exclusivamente nos seres vivos.

Todos os organismos vivos apresentam na sua composição elementos orgânicos como carbono, hidrogênio, oxigênio e nitrogênio. Os compostos inorgânicos são a água e os sais minerais.

Também podemos encontrar na composição de um ser vivo, porém em menor quantidade, fósforo e enxofre.

2. São formados por células

Outra característica importante dos seres vivos é a sua organização celular.

Todos os organismos vivos, exceto os vírus, são formados por unidades conhecidas como células, formadas essencialmente de membrana plasmática, citoplasma e núcleo.

As células podem ser procariontes, quando não possuem a membrana plasmática separando o material celular do citoplasma; ou eucariontes, quando existe a membrana nuclear.

No núcleo celular, se encontram os cromossomos onde está o DNA com os genes responsáveis pelo repasse das características hereditárias.

Os seres vivos também podem se dividir em:

  • Unicelulares, que são seres formados por uma única célula, como os moneras (bactérias e cianobactérias), protistas (protozoários e algas) e alguns fungos;
  • Pluricelulares, que são seres formados de várias células, como os animais, as plantas e os fungos em geral.

Veja mais sobre Célula.

3. Passam pelo ciclo vital

Todo ser vivo passa pelo ciclo vital, onde ele nasce, cresce, se reproduz e morre. Embora algumas espécies possam não completar todo o ciclo, ele configura-se como uma característica importante de um organismo vivo.

Já na fase adulta, os seres vivos precisam se reproduzir, isto é, gerar novos seres vivos semelhantes a si mesmos, como uma maneira de garantir a permanência de sua espécie.

E esta reprodução pode ocorrer de forma assexuada, quando um organismo se divide em duas ou mais partes que formarão os novos organismos ou sexuada, onde ocorre a formação de células especiais chamadas de gametas, originadas do cruzamento entre um gameta masculino e um feminino.

A reprodução assexuada é comum nos seres vivos unicelulares. Já a reprodução sexuada ocorre nos seres pluricelulares.

4. Crescem conforme sua adaptação

Para crescer, os seres vivos retiram do ambiente os nutrientes necessários para sua sobrevivência e desta forma, suas células aumentam de volume, multiplicando-se e aumentando ainda mais o organismo.

Eles também precisam se adaptar as diversas situações para poderem sobreviver, como reagir aos estímulos do ambiente como a luz, o som, se movimentar, produzir hormônios, entre outros.

Quando o ser vivo nasce, pode ocorrer o fenômeno da mutação, que é a alteração de uma ou mais características provocadas pela alteração em um ou mais genes ou pela alteração nos cromossomos.

Se a mutação ocorrer em células que formarão os embriões, ela pode ser transmitida para os descendentes.

Entretanto, a mutação pode explicar o surgimento de novas espécies e a evolução de algumas já existentes.

5. Realizam o processo de metabolismo

Depois de nascer, o ser vivo passa por constantes reações químicas pelo corpo, onde moléculas simples se transformam em moléculas mais complexas, causando o anabolismo.

Estas moléculas também podem ser rompidas, voltando a se tornar moléculas mais simples, causando então o catabolismo.

E estes dois processos juntos, causam o metabolismo, necessário para que o ser vivo continue em evolução e crescimento constante.

Veja mais sobre o Metabolismo e Evolução.

6. Produzem energia através da nutrição e da respiração

E para que o metabolismo ocorra, o organismo vivo precisa consumir uma grande quantidade de energia, originada através da nutrição e da respiração.

Em relação à forma de nutrição, os organismos podem ser autótrofos, aqueles que produzem o seu próprio alimento, principalmente por meio da fotossíntese ou quimiossíntese (plantas e vegetais, por exemplo); e heterótrofos, que capturam matéria orgânica do ambiente, ou seja, não fazem a fotossíntese e se alimentam de outros seres vivos (seres humanos e animais, por exemplo).

Já em relação à respiração, os organismos podem ser anaeróbios, que produzem energia na ausência de oxigênio molecular; ou aeróbios, que utilizam o oxigênio para obter energia.

Veja também o significado da Fotossíntese.

6 Características dos seres vivos está na categoria: Ciência