Reino Animal

O reino animal, também conhecido como Reino Animalia ou Metazoa, é o grande conjunto de seres vivos formados por heterótrofos por ingestão, ou seja, seres que não produzem seu próprio alimento e precisam ingeri-lo. Essa característica os difere das plantas, que produzem seu próprio alimento através da fotossíntese.

Alguns exemplos de animais que estão presentes no reino animal são as aves, os vermes, as esponjas do mar, os insetos, os repteis, os seres humanos e milhares de outros.

Características do reino animal

  • Diversidade: existem diversas espécies de animais, diferentes umas das outras, seja no formato do corpo, reprodução ou modo de vida;
  • Classificação: Os animais variam em complexidade e são classificados com base na anatomia, morfologia, história evolutiva e desenvolvimento embrionário;
  • A maioria dos animais tem mobilidade, ou seja, se movem por pelo menos alguns estágios de suas vidas; e a maioria dos animais se reproduz sexualmente.
  • Os animais possuem tecidos verdadeiros, ou seja, os tecidos formados por um conjunto de células que exercem a mesma função. Esses tecidos formam, por exemplo, os órgãos e sistemas dos animais. São eles: a ectoderme, a endoderme e a esoderme. Apenas os poríferos não possuem tecido verdadeiro;
  • Possuem celoma, uma cavidade importante no processo do desenvolvimento embrionário, no qual ajuda a formar partes importantes do corpo, como a boca e o ânus. É importante lembrar que os poríferos não apresentam celoma e os platelmintos possuem pseudocelomas (celomas falsos, que não cumprem a sua função);
  • São multicelulares: são constituídos por mais de uma célula. Alguns membros de outros reinos são constituídos apenas por uma célula, como as bactérias ou amebas;
  • São heterotróficos: precisam obter sua própria alimentação. As plantas são autotróficas porque produzem seu próprio alimento por meio da fotossíntese. Como não conseguem produzir sua própria comida, os membros do reino animal devem ingerir outros organismos;
  • São eucariontes: este é o tipo de célula que os animais possuem. As células eucariontes são mais complexas do que as células procariontes, porque possuem um núcleo individual, que guarda todo o material genético do animal (o DNA);
  • Não possuem parede celular: plantas, fungos e células procariontes possuem uma parede celular, uma camada externa rígida que dá estrutura às células;
  • Se reproduzem de maneira sexuada. Porém, alguns poucos animais se reproduzem de forma assexuada.

Veja também o significado de fauna e taxonomia.

Filos do reino animal

O reino animal, ou seja, todos os animais, são divididos em filos, um sistema que classifica os animais com base em:

  • sua anatomia: organização estrutural do corpo, incluindo os sistemas (exemplo: respiratório, digestivos, entre outros), os órgãos e os tecidos;
  • sua morfologia: a estrutura externa do corpo;
  • sua história evolutiva;
  • suas características no desenvolvimento embrionário: a formação do animal;

Todos os filos são importantes para manter o equilíbrio do ecossistema e da cadeia alimentar no reino animal.

No reino animal existem cerca de 36 filos, porém, apenas 9 englobam a maior parte das espécies de animais.

Listamos e explicamos abaixo os 9 principais filos do reino animal, segundo a sua história e ordem evolutiva.

Poríferos

exemplo de porifero

O que são poríferos?

São os animais multicelulares, chamados de esponjas do mar, considerados o filo mais simples e mais antigo do reino animal.

Seu habitat são os oceanos e seu corpo é formado por poros (por isso o nome poríferos), uma espécie de buraco que ajuda na ingestão de alimentos e na respiração.

Com a ajuda destes poros, as esponjas também funcionam como filtradoras da água em que vivem.

Exemplo de animal do filo poríferos: esponjas do mar.

Características dos poríferos:

  • são invertebrados;
  • possuem uma camada externa rígida;
  • não possuem tecido verdadeiro: a esoderme, endoderme e a ectoderme;
  • não possuem celoma (cavidade importante para o desenvolvimento embrionário).

Importância para o reino animal: são considerados como “filtradores” da água. Através da sua existência, também é possível determinar a qualidade da água onde estão inseridos. Por isso podem ser classificados como “bioindicadores”.

Também servem como alimento para algumas tartarugas e abrigo para alguns tipos de peixes.

Cnidários

exemplo de cnidario

O que são cnidários?

São os animais que vivem tanto em água salgada quanto em água doce, como águas vivas e os corais.

São conhecidos por possuir uma espécie de “ferrão”, onde liberam uma toxina que serve tanto para capturar presas para a alimentação, como mecanismo de defesa contra predadores.

Um diferencial deste filo é a sua forma, que pode ser livre, como a água viva, ou fixa, como os corais.

Alguns exemplos de animais do filo cnidários: corais, águas vivas e anêmonas do mar.

Características dos cnidários:

  • possuem uma toxina que é utilizada para capturar presas e como mecanismo de defesa contra predadores;
  • as duas formas básicas do corpo dos cnidários é a medusa (forma livre), como a água viva, e o pólipo (forma fixa), como os corais;
  • são invertebrados;
  • são o primeiro filo que possui dois tipos de tecidos verdadeiros produzidos durante a sua formação: a ectoderme e a endoderme.

Importância para o reino animal: nos corais, por exemplo, vive a maior parte da diversidade da vida marinha. Eles servem de abrigo para algumas espécies de peixes e também se associam a um tipo de alga para se alimentar delas.

Essas mesmas algas também servem de alimento para algumas espécies de peixes.

Veja também o significado de biodiversidade.

Platelmintos

exemplo de platelminto

O que são platelmintos?

São os vermes invertebrados e de corpo mole, conhecidos principalmente por terem o corpo achato.

Na verdade, o formato do corpo de um platelminto é achatado para ajudar no seu processo respiratório e digestivo, já que este filo não possui estes dois sistemas completos.

Os platelmintos são conhecidos por causarem doenças graves aos seres humanos e outros animais. A esquistossomose, por exemplo, é uma das principais doenças causadas por estes vermes.

Alguns exemplos de animais do filo platelmintos: planária, piolho, tênia.

Características dos platelmintos:

  • são invertebrados;
  • são os tipos de vermes achatados;
  • é o primeiro filo que possui todos os três tecidos verdadeiros (a ectoderme, a endoderme e a esoderme), constituídos durante sua formação;
  • é o primeiro animal da escala evolutiva que possui cabeça.

Importância para o reino animal: algumas espécies podem servir como bioindicadores, indicando a degradação do solo.

Asquelmintos

exemplo de asquelminto

O que são os asquelmintos?

São outra classe de vermes, que podem ser encontrados em diversos habitats, tanto terrestres, quanto marinhos. São conhecidos por sua forma cilíndrica e comprida.

Em ambientes terrestres são encontrados principalmente como parasitas de plantas e animais.

Exemplos de animal do filo asquelmintos: lombriga.

Características dos asquelmintos:

  • têm o sistema digestório completo, ou seja, possuem boca e ânus;
  • são invertebrados;
  • são os vermes de forma cilíndrica e compridos;
  • podem ter uma vida livre, mas são parasitas em sua maioria;
  • possuem os três tecidos verdadeiros, constituídos em sua formação (a ectoderme, a endoderme e a esoderme).

Importância para o reino animal: algumas espécies ajudam na distribuição de nutrientes no solo e recolha de excretas.

Moluscos

exemplo de molusco

O que são moluscos?

São animais de corpo mole, sendo alguns constituídos de uma carapuça, uma espécie de casca que protege o corpo, como as ostras.

Os moluscos formam um grupo muito diverso e constituem uma parte importante do ecossistema.

Esses animais podem ser vistos em habitats de água doce ou salgada. Se alimentam de pequenas algas, partículas de substâncias que estão presentes na água, ou até mesmo outros pequenos animais marinhos.

Alguns exemplos de animais do filo molusco: lesmas, caracóis, polvo, lula, ostra, mexilhão.

Características dos moluscos:

  • possuem respiração cutânea, e uma pele muito sensível à desidratação, por isso fogem do sol;
  • têm os três tecidos verdadeiros, constituídos em sua formação (a ectoderme, a esoderme e a endoderme);
  • são invertebrados;
  • é o segundo maior filo do reino animal.

Importância para o reino animal: as ostras são ótimos bioindicadores neste grupo, já que a sua vida pode indicar a qualidade da água no qual está inserida. Além disso, muitos deles servem de alimento para outros animais.

Anelídeos

exemplo de anelideo

O que são os anelídeos?

São os vermes conhecidos por ter o corpo segmentado com uma espécie de anel (o que originou o seu nome), como a minhoca.

Têm um grande diferencial dos outros filos, porque podem viver em três tipos de habitat: áreas terrestres úmidas, água doce e água salgada.

Os anelídeos também são conhecidos por variar muito de tamanho, podendo medir de milímetros até 3 metros de comprimento.

Alguns exemplos de animais do filo anelídeos: minhocas, sanguessuga, minhocuçu.

Características dos anelídeos:

  • é o primeiro grupo em ordem evolutiva que possui separação no corpo através de anéis, o que dá origem ao seu nome;
  • possuem cerdas que permitem sua locomoção com mais facilidade no ambiente;
  • conseguem viver em água doce, salgada, no solo úmido ou até mesmo parasitando em outros organismos;
  • possuem os três tecidos verdadeiros, constituídos em sua formação (a esoderme, a ectoderme e a endoderme).

Importância para o reino animal: os anelídeos são de importantes especialmente para o plantio, pois se alimentam de restos de vegetais e animais mortos, reciclando a matéria orgânica.

Artrópodes

exemplo de artropode

O que são artrópodes?

Este é o maior filo do reino animal, com milhares de espécies. São os animais conhecidos principalmente por terem patas articuladas, que ajuda na locomoção rápida e na sua adaptação ao meio ambiente.

Alguns dos animais mais conhecidos deste filo são as aranhas, os caranguejos, os camarões, as centopeias, as formigas, as abelhas, entre outros.

Uma grande característica deste filo é a presença de exoesqueleto, uma forma de casca que protege o corpo e órgãos destes animais.

Alguns exemplos de animais do filo artrópodes: insetos, crustáceos, aracnídeos.

Características dos artrópodes:

  • é o maior filo do reino animal;
  • possuem os três tecidos verdadeiros, constituídos em sua formação (a ectoderme, a esoderme e a endoderme);
  • apresentam patas articuladas, que permitem uma melhor movimentação do animal e sua adaptação no ambiente;
  • são formados por um exoesqueleto de quitina, um tipo de casca que fornece uma proteção maior a esses animais e da apoio a musculatura;
  • possuem o sistema digestório completo.

Importância para o reino animal: servem de alimento para outros animais e são importantes no cilo de vida de alguns tipos de vegetais.

Equinodermos

exemplo de equinodermo

O que são equinodermos?

Os equinodermos são animais marinhos, ou seja, vivem somente em água salgada. São conhecidos principalmente pela presença de espinhos em seu corpo, como a estrela-do-mar.

São animais que se alimentam de algas ou até mesmo de outros pequenos animais do ambiente marinho.

Outra grande característica deste filo é sua capacidade de regeneração. Exemplo, se você corta uma estrela-do-mar ao meio, ela se regera em outras duas.

Alguns exemplos de animais do filo equinodermos: estrela-do-mar, pepino-do-mar, ouriços.

Características dos equinodermos:

  • presença de espinhos no corpo.
  • possuem os três tecidos verdadeiros, constituídos em sua formação (a esoderme, a endoderme e a ectoderme);
  • são exclusivamente marinhos;
  • se alimentam de algas ou outros pequenos animais;
  • possuem sistema ambulacral, um conjunto de bolsas que água em seu interior que permitem a sua locomoção pela água;
  • são formados por endosqueleto de calcário (provido da endoderme), o que permite sua forma com espinhos.

Importância para o reino animal: conseguem produzir oxigênio para a água onde vivem e também se alimentam de algumas algas, controlando seu crescimento.

Cordados

exemplo de cordado

O que são cordados?

Provavelmente é um dos filos mais conhecidos do reino animal. Dentro do filo dos cordados, há animais muito conhecidos, como as aves, os anfíbios, mamíferos, entre outros. Nós, seres humanos, estamos incluídos neste filo.

O que diferencia este filo dos outros, é a presença de cartilagem, que ajuda na estrutura do sistema nervoso central, além dos sistemas circulatórios e digestório serem completos.

Alguns exemplos de cordados: peixes, répteis, anfíbios, aves e os mamíferos.

Características dos cordados:

  • podem ser vertebrados ou invertebrados;
  • são considerados os últimos dentro da escala evolutiva do reino animal;
  • são adaptados para sobreviver em diversos tipos de ambiente;
  • possuem os três tecidos verdadeiros, constituídos em sua formação;
  • os seres humanos estão incluídos neste filo;

Importância para o reino animal: estão no topo da cadeia alimentar, o que ajuda a equilibrar o ecossistema.

Diferença entre o reino animal e vegetal

O que diferencia o reino animal do vegetal, é principalmente a sua forma de alimentação. Vegetais produzem o seu próprio alimento através da fotossíntese, enquanto os animais necessitam de um alimento pronto para ingestão.

Porém, mesmo produzindo seu próprio alimento através da fotossíntese, as plantas precisam dos animais para a sua sobrevivência.

Muitos animais são responsáveis pela produção de nutrientes para o solo, que ajuda na sobrevivência do reino vegetal, por exemplo.

Há também a troca de gases. Ao inspirarem o oxigênio, os animais liberam o gás carbônico, que junto aos sais minerais e água do solo, auxilia nas reações químicas da planta, necessária para seu desenvolvimento.

Veja também o significado de:

Data de atualização: 04/11/2020.