Significado de Conto

O que é um Conto:

Conto é um gênero textual marcado pela de narrativa curta, escrita em prosa e de menor complexidade em relação aos romances.

A origem dos contos está relacionada à tradição de contar histórias de forma verbal. Quando transcritas, essas mesmas histórias (que geralmente seguem uma trama única) resultam em uma narrativa concisa que pode ser lida em pouquíssimo tempo.

O termo conto pode ser traduzido para a língua inglesa como "tale", um tipo de texto curto que aborda, necessariamente, temas épicos, folclóricos ou fantasiosos. Por esse motivo, o conceito de conto permaneceu, por muito tempo, relacionado a estes temas.

Com o surgimento de novas técnicas e estilos de escrita, o termo adquiriu um sentido mais amplo que pode ser expresso na língua inglesa como "short story", um texto cujos únicos traços obrigatórios são a curta extensão e a escrita em prosa.

Aprenda mais sobre romances.

Características do conto

A atual variedade literária permite que um conto se apresente de diversas formas. Como dito acima, as únicas características absolutas do estilo é a escrita em prosa e a narrativa curta, portanto, um conto pode seguir qualquer gênero ou estrutura sem que isso implique na sua classificação.

No entanto, como consequência natural da narrativa curta, os contos apresentam alguns elementos que, independente do gênero e estrutura escolhidos pelo autor, acabam sendo recorrentes:

  • Enredo único: ao contrário de romances, os contos tendem a focar em um enredo que não se desdobra em tramas menores. Muitas vezes a história gira em torno de uma única situação.
  • Simplicidade: devido ao enredo único, os contos não costumam exigir grandes interpretações por parte do leitor.  
  • Curto espaço de tempo: os contos costumam apresentar tramas que não se estendem por longos períodos. É comum, por exemplo, que a história se passe em um só dia.
  • Início próximo ao fim: geralmente os contos não dedicam tempo na introdução do ambiente e dos personagens, por isso, a história se inicia próxima ao clímax e ao desfecho.
  • Poucos personagens: por serem mais objetivos, contos costumam apresentar um número bem reduzido de personagens.
  • Final súbito: em contos, é normal que o fim aconteça imediatamente depois do clímax. Não há, portanto, uma fase da história em que podemos acompanhar as consequências da resolução do conflito.
  • Objetivo único: por não possuir desdobramentos, o conto busca causar um sentimento único no leitor (alegria, indignação, melancolia, etc) ou, simplesmente, contar uma história.

Essas características fazem com que o conto seja o gênero textual perfeito para conteúdos voltados ao público infantil, especialmente contos de fada. Vale esclarecer que estes elementos não são obrigatórios e a ausência de um ou mais deles não desqualifica o texto como conto.

Exemplo de conto

O conto a seguir se chama "A verdade também apanha" do escritor José Cândido de Carvalho e reúne todos os elementos listados acima.

"Quando chegou em Pipeiras o delegado Nonô Pestana foi aquele zunzum, aquele mal-estar. O delegado veio arrastando enorme palmatória. Era com muito orgulho que Nonô dizia mostrando o instrumento de trabalho:
— Comigo não tem esse negócio de confissão espontânea coisa nenhuma! Comigo todo mundo entra no instrumental. É o único jeito da autoridade saber se o sujeito é criminoso ou inocente.
E bem Nonô não havia arregaçado as mangas apareceu um retinto dizendo ter dado morte por esquartejamento a um tal de Chico Cabeção. Pelo que confessou estar arrependido e pronto a purgar, nas malhas da lei, o crime de sua lavra:
— Matei e enterrei Chico Cabeção no quintal de minha casa.
De fato, o esquartejado lá estava mortinho da silva de nunca mais voltar a ser Chico Cabeção. Foi quando o delegado, dentro dos seus princípios justiceiros, passou o confessante por uma palmatória braba e esperta. E o sujeitinho tanto apanhou que acabou desconfessando tudo. Jurou de mãos postas que era mentiroso e inventeiro. Que outro tinha esquartejado Chico Cabeção. E Nonô orgulhoso:
— É o que eu digo e provo. Não tem como uma palmatória para o suspeito contar a verdade. Se não ministro esse corretivo, o delegado Nonô Pestana, que sou eu, mandava para um cadeia de trinta anos um pobre inocente.
E soltou o homem."

Contos e crônicas

Contos e crônicas são modelos literários muito parecidos. Ambos são textos curtos, escritos em prosa e sem gênero e estrutura específicos. A diferença entre os dois está no teor do texto. 

Enquanto o objetivo dos contos é apenas contar uma história curta, fictícia ou não, as crônicas costumam transmitir uma reflexão crítica ou um ensinamento aplicável ao cotidiano. Para atingir esse objetivo, a crônica pode ser assumir a forma de uma história linear (com início, meio e fim) ou mesmo ser um conjunto de ideias não conectadas por um enredo.

Leia mais sobre crônicas.

Data de atualização: 17/04/2018. O significado de Conto está na categoria: Geral