Significado de Humanismo

O que é Humanismo:

O humanismo foi um movimento intelectual iniciado na Itália no século XV com o Renascimento e difundido pela Europa, rompendo com a forte influência da Igreja e do pensamento religioso da Idade Média. O teocentrismo (Deus como centro de tudo) cede lugar ao antropocentrismo, passando o homem a ser o centro de interesse. 

Em um sentido amplo, humanismo significa valorizar o ser humano e a condição humana acima de tudo. Está relacionado com generosidade, compaixão e preocupação em valorizar os atributos e realizações humanas.

O humanismo procura o melhor nos seres humanos sem se servir da religião, oferecendo novas formas de reflexão sobre as artes, as ciências e a política. Além disso, o movimento revolucionou o campo cultural e marcou a transição entre a Idade Média e a Idade Moderna.

Especificamente no campo das ciências, o pensamento humanista resultou em um afastamento dos dogmas e ditames da igreja e proporcionou grandes progressos em ramos como a física, matemática, engenharia e medicina.

Características do Humanismo

Entre as principais características do humanismo destaca-se:

  • Período de transição entre Idade Média e Renascimento;
  • Valorização do ser humano;
  • Surgimento da burguesia;
  • Ênfase no antropocentrismo, ou seja, o homem no centro do universo;
  • As emoções humanas começaram a ser mais valorizadas pelos artistas;
  • Afastamento de dogmas;
  • Valorização de debates e opiniões divergentes;
  • Valorização do racionalismo e do método científico. 

Humanismo nas artes

Através das suas obras, os intelectuais e artistas passaram a explorar temas que tivessem relação com a figura humana, inspirados pelos clássicos da Antiguidade greco-romana como modelos de verdade, beleza e perfeição. As esculturas e pinturas agora apresentavam altíssimos graus de detalhes nas expressões faciais e nas proporções humanas, e o período foi marcado pela desenvolvimento de diversas técnicas.

Ponto de Fuga

A perspectiva com ponto de fuga (também chamada de perspectiva renascentista) foi uma das técnicas de pintura desenvolvida durante o movimento humanista, proporcionando simetria e profundidade às obras.

Nas artes plásticas e na medicina, o humanismo foi representado em obras e estudos sobre anatomia e funcionamento do corpo humano.

Principais nomes e obras do humanismo

Alguns dos principais artistas humanistas da época do nascimento, seguido de algumas das suas obras são:

Literatura

  • Francesco Petrarca: Cancioneiro e o Triunfo, Meu Livro Secreto e Itinerário para a Terra Santa
  • Dante Alighieri: A Divina Comédia, Monarquia e O Convívio
  • Giovanni Boccaccio: Decameron e O Filocolo
  • Michel de Montaigne: Ensaios
  • Thomas More: A Utopia, A Agonia de Cristo e Epitáfio

Pintura

  • Leonardo da Vinci: A Última Ceia, Mona Lisa e Homem Vitruviano
  • Michelangelo: A Criação de Adão, Teto da Capela Sistina e Juízo Final
  • Raphael Sanzio: Escola de Atenas, Madona Sistina e Transfiguração
  • Sandro Botticelli: O Nascimento de Vênus, A Adoração dos Magos e A Primavera

Escultura

  • Michelangelo: La Pieta, Moisés e Madonna de Bruges
  • Donatello: São Marcos, Profetas e Davi

Humanismo na Literatura

O Humanismo também corresponde a uma escola literária que teve preponderância nos séculos XIV e XV.

Na literatura, destaca-se a poesia palaciana (que surge dentro dos palácios), escrita por nobres que retratavam os usos e costumes da corte. Alguns escritores italianos que mais impacto causaram foram: Dante Alighieri (Divina Comédia), Petrarca (Cancioneiro) e Bocaccio (Decameron).

Humanismo e Renascimento

O contexto histórico do humanismo se confunde com o do Renascimento, tendo em vista que foi o pensamento humanista que estabeleceu os fundamentos ideológicos que serviram de base para o movimento renascentista.

Entre os séculos XIV e XVII, o humanismo determinou uma nova postura em relação às doutrinas religiosas em vigor na época, propondo um afastamento das mesmas e uma interpretação mais racional e antropocêntrica do mundo.

Durante o renascimento, o pensamento humanista também foi caracterizado por tentativas de libertar o ser humano das regras rígidas do cristianismo da era medieval. Em sentido amplo, o humanismo nesta época serviu como uma luta contra a obscuridade medieval, e levou à criação de um comportamento científico livre de normas teológicas.

Saiba mais sobre o significado de Renascimento.

Humanismo e Classicismo

O humanismo é frequentemente relacionado com o classicismo uma vez que ambos foram movimentos antropocêntricos que ocorreram durante o Renascimento.

O classicismo se tornou evidente no século XVI (um século após o surgimento do pensamento humanista), funcionando como uma vertente do humanismo que visava estabelecer o racionalismo e o antropocentrismo resgatando os valores clássicos greco-latinos, anteriores à influência da igreja. Assim, é possível afirmar que o classicismo foi uma das formas de manifestação do pensamento humanista.

Apesar de ter grande impacto na cultura e na filosofia, o respeito à Antiguidade Clássica trazido pelo classicismo teve maior visibilidade nas artes visuais, razão pela qual o movimento classicista é visto como predominantemente estético.

Humanismo Secular

O Humanismo Secular, também conhecido como Humanismo Laico, é uma corrente filosófica que aborda a justiça social, a razão humana e a ética.

Seguidores do Naturalismo, os humanistas seculares são normalmente ateus ou agnósticos, renegando a doutrina religiosa, a pseudociência, a superstição e o conceito de sobrenatural. Para os humanistas seculares, estas áreas não são vistas como alicerce da moralidade e da tomada de decisões.

Os humanistas seculares possuem como base a razão, a ciência, a aprendizagem através de relatos históricos e da experiência pessoal, sendo que estes constituem suportes éticos e morais, dando sentido à vida.

Humanismo e Psicologia

A psicologia humanista teve sua origem na metade do século XX, e sua importância aumentou significativamente nas décadas de 60 e 70. Sendo um ramo da psicologia, mais concretamente da psicoterapia, a psicologia humanista surgiu como uma reação à análise exclusivamente feita ao comportamento. É considerada como uma abordagem adicional, junto com a terapia comportamental e a psicanálise.

Tendo por base o humanismo, a fenomenologia, a autonomia funcional e o existencialismo, a psicologia humanista ensina que o ser humano possui no seu interior um potencial de autorrealização. A psicologia humanista não tem como propósito fazer uma revisão ou adaptação de conceitos psicológicos já existentes, mas de ser uma nova contribuição na área da psicologia.

Veja também as Características do Humanismo

Data de atualização: 02/08/2018. O significado de Humanismo está na categoria: Geral