Tipos de globalização

Juliana Bezerra
Revisão por Juliana BezerraProfessora de História

A globalização é o processo de integração de aspectos políticos, econômicos, sociais e culturais entre diferentes países. Ela é considerada a característica mais marcante da sociedade atual, pois seus efeitos atingem todas as pessoas.

Este fenômeno proporciona união e aumento da concorrência dos mercados econômicos mundiais, avanço das tecnologias e da circulação de informações e o surgimento de blocos econômicos.

Também é responsável pelo aumento do uso de máquinas industriais em larga escala e pela privatização de empresas estatais.

Assim, a globalização é um fenômeno que impacta todos os setores da sociedade. Conheça um pouco mais sobre os diferentes tipos de globalização.

Globalização cultural

A globalização cultural é a aproximação e a troca de características culturais das sociedades, por meio da circulação de informação.

Alguns aspectos culturais influenciados por esse tipo de globalização são: linguagem, valores, modo de vida, hábitos alimentares, vestimentas, tradições, religiões e crenças.

Um dos aspectos positivos da globalização cultural é a diminuição das distâncias espaciais entre as diferentes culturas, por meio do rápido fluxo de informações e de comunicação.

A globalização cultural também é responsável pela quebra de fronteiras e pela entrada de hábitos de uma nação em outra, o que pode ser positivo para o enriquecimento cultural e histórico de um país.

Essa aproximação pela cultura permite que cidadãos de diferentes nacionalidades, que foram criados em diferentes culturas, possam conhecer outros hábitos e aprender a conviver com as diferenças.

Cultural

Crítica à globalização cultural

Entretanto, o fenômeno da globalização cultural recebe muitas críticas pois, com o passar do tempo, pode provocar o desaparecimento de características culturais dos países.

Este fenômeno é chamado de aculturação e ocorre quando diferentes aspectos culturais de uma sociedade passam a fazer parte da identidade de outra. Também acontece quando um povo passa por um processo de mudança de suas características culturais originais.

O avanço da globalização da cultura pode gerar a uniformização de características culturais. Isso acontece principalmente pelo aumento do consumo e pela padronização de estilos de vida, além da circulação mundial de marcas (internacionalização).

Globalização econômica

A globalização econômica é a integração das economias mundiais e se caracteriza pela diminuição das barreiras e fronteiras para a circulação de capital, bens e serviços.

Desta forma, todas as economias do mundo se interligam de alguma maneira e realizam transações comerciais e financeiras.

O processo de globalização da economia se tornou mais visível a partir do início dos anos 1990, depois que o socialismo caiu no Leste Europeu e na União Soviética.

Um dos sinais visíveis deste fato foi a queda do Muro de Berlim (1989). A construção desta barreira, em 1961, representou a divisão entre o sistema capitalista e o socialismo do Leste Europeu e da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS).

Leia mais sobre a URSS e o Muro de Berlim.

Surgimento de blocos econômicos

O surgimento de blocos econômicos é uma consequência da globalização econômica. A união de países com objetivos econômicos em comum permite que as negociações financeiras e o fluxo de capital sejam facilitados entre os países do bloco.

São exemplos de blocos econômicos:

  • Mercosul: Mercado Comum do Sul, formado por Argentina, Brasil, Paraguai, Uruguai, Venezuela (países membros) e Bolívia, Chile, Peru, Colômbia, Equador, Guiana e Suriname (membros associados).
  • União Europeia: formada por Alemanha, Áustria, Bélgica, Bulgária, Chipre, Croácia, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Irlanda, Itália, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Polônia, Portugal, Reino Unido, República, Romênia e Suécia.
  • NAFTA: North American Free Trade Agreement (Tratado Norte-Americano de Livre Comércio), bloco composto por Estados Unidos, Canadá e México.
  • CEI: Comunidade dos Estados Independentes, composta por Armênia, Cazaquistão, Belarus, Federação Russa, Moldávia, Quirguistão, Tadjiquistão, Ucrânia, Uzbequistão, Azerbaidjão e Turcomenistão.
  • Pacto Andino: Comunidade Andina de Nações, formada por Bolívia, Colômbia, Equador e Peru.
  • APEC: Asia-Pacific Economic Cooperation (Cooperação Econômica Ásia-Pacífico), formado por Austrália, Brunei, Canadá, Cingapura, Chile, China, Coreia do Sul, Estados Unidos, Filipinas, Hong Kong, Indonésia, Japão, Malásia, México, Nova Zelândia, Papua-Nova Guiné, Peru, Rússia, Tailândia, Taiwan e Vietnã.

Veja mais sobre a formação dos blocos econômicos e conheça o Mercosul e a União Europeia.

Globalização da economia e neoliberalismo

O neoliberalismo, que é a aplicação das pautas do liberalismo clássico na sociedade atual, é relacionado com a globalização da economia justamente porque seu surgimento é devido ao avanço da globalização.

A principal ligação entre os dois conceitos é o aumento do consumo, que forçou o intercâmbio e a globalização econômica para permitir que o fluxo de bens, dinheiro e serviços fosse mais fácil.

Esse aumento de circulação de produtos e de capital atendeu principalmente ao princípio do livre mercado, que é uma das bases da doutrina neoliberal.

Para saber mais sobre o assunto leia o significado de neoliberalismo.

Globalização da informação

A globalização da informação é o aumento da troca de informações e de comunicações em todo o mundo. Este fenômeno facilita a comunicação e diminui a distância temporal necessária para realizar o intercâmbio de informação em tempo real.

Desde o início da década de 1990 a circulação de informação passou a ocorrer cada vez mais rápido e com mais facilidade e muito disso é devido à telefonia celular e à popularização da internet.

Um dos melhores e mais claros exemplos da globalização da informação é a existência da internet e dos motores de busca disponíveis, como o Google.

Este tipo de ferramenta permite que qualquer pessoa, em qualquer local do mundo, tenha acesso às informações disponíveis na internet. Assim, pessoas de diferentes culturas e regiões podem ter acesso às mesmas notícias e conhecimentos.

Tecnologia

A internet, assim como foram o rádio e a televisão em outros tempos, é fundamental para a globalização da informação, em que existe uma uniformização dos conteúdos produzidos e veiculados.

Assim, é interessante perceber que a informação passou a ser extremamente valiosa e importante no mundo globalizado, desde a criação do rádio e da televisão.

Com o crescimento da internet, o surgimento das redes sociais e a facilidade de acesso ao conhecimento, a produção e o consumo de informação se tornaram indispensáveis e cotidianos atualmente.

O avanço dos processos de globalização da informação é diretamente ligado a um outro tipo de globalização: a tecnológica.

Globalização da informação e tecnologia

Em relação às tecnologias, a globalização é responsável pelo avanço tecnológico no mundo, como se pode observar pelo surgimento veloz de novos e eficientes equipamentos que rapidamente chegam a diferentes lugares do mundo.

É interessante observar que o avanço da globalização tem como consequência a melhoria das tecnologias. E, ao mesmo tempo, quanto mais as tecnologias evoluem, mais o processo de globalização se torna fácil, principalmente em relação à circulação das informações e à existência de internet.

Veja também o significado de globalização e conheças suas principais características.

Data de atualização: 23/05/2019.

Juliana Bezerra
Revisão por Juliana Bezerra
Bacharelada e Licenciada em História, pela PUC-RJ. Especialista em Relações Internacionais, pelo Unilasalle-RJ. Mestre em História da América Latina e União Europeia pela Universidade de Alcalá, Espanha.