Significado de Consumo

Talita Carvalho
Talita Carvalho
Licenciada em Economia

O que é Consumo:

Consumo é o ato de adquirir bens ou serviços por meio da compra e pode ser compreendido como uma das etapas da atividade econômica. Nesse sentido, o consumo seria o último estágio, sendo precedido da produção e da distribuição.

O consumo, portanto, é a fase em que os bens e serviços chegam ao consumidor final, que irá adquiri-los para a satisfação de suas necessidades - este é o final desse ciclo econômico.

Na sociedade capitalista, o consumo é fundamental para que o dinheiro circule, gerando renda e emprego. Em outros modos de produção econômica, como o feudalismo, por exemplo, o consumo não assumia esse papel central.

O consumo é realizado por pessoas individualmente, pelas famílias e até mesmo pelo Estado e empresas, que adquirem bens e serviços para desempenhar suas atividades.

Fatores que determinam o consumo

Os tipos de bens e serviços que serão consumidos pelos agentes econômicos dependem de vários fatores, como a renda, o preços dos bens, os hábitos de consumo e a cultura.

Por essa razão, o consumo varia consideravelmente entre indivíduos de diferentes regiões do globo e também entre indivíduos e famílias de um mesmo país ou região, mas pertencentes a classes sociais diferentes.

Uma família com menor poder aquisitivo, por exemplo, vai optar por bens de valores mais acessíveis e priorizará o suprimento das necessidades básicas como alimentação, higiene e saúde. Famílias de classes sociais mais altas costumam consumir produtos mais caros e podem ter mais condições de adquirir bens supérfluos.

Saiba mais sobre desigualdade social, capitalismo e feudalismo.

Tipos de consumo

  • Individual x Coletivo: o consumo pode ser de apenas um indivíduo ou de um coletivo de pessoas. Os serviços públicos de saúde e educação, por exemplo, são considerados de consumo coletivo.
  • Privado x Público: as empresas, famílias e indivíduos representam o consumo privado, enquanto as aquisições feitas pela administração pública representam um consumo público.
  • Essencial x Supérfluo: os bens de consumo essenciais são aqueles que suprem as necessidades indispensáveis à vida, como alimentação, educação, vestuário. O consumo supérfluo supre as necessidades secundárias ou terciárias, como produtos estéticos ou mesmo de luxo.
  • Final x Intermediário: o consumo final é destinado à satisfação das necessidades. O consumo intermediário é representado pelos bens e serviços necessários para a produção de outras mercadorias, como por exemplo, as matérias-primas de uma indústria.

Veja o que significa administração pública e bens de consumo.

Diferença entre consumo e consumismo

Os termos consumo e consumismo muitas vezes são considerados sinônimos, porém possuem significados diferentes.

Enquanto o consumo está associado à compra de produtos com o intuito de satisfação das necessidades, o consumismo se caracteriza por um consumo exagerado, o consumo pelo consumo.

Até a Revolução Industrial, os produtos eram feitos artesanalmente e, portanto, eram mais escassos e menos acessíveis. Com o advento da tecnologia e da produção em escala, os produtos industrializados se tornaram mais baratos e o consumo começou a crescer.

A partir da segunda metade do século XX, com a consolidação do sistema capitalista no mundo, o consumo se intensificou. Hoje vivemos em uma sociedade do consumo e essa classificação está diretamente relacionada com o consumismo.

A sociedade capitalista estimula o consumo em níveis tão elevados que hoje observamos o esgotamento dos recursos naturais e inúmeros prejuízos sociais e ambientais.

Poluição, produção de lixo, intoxicação de rios e mares e extinção de animais. Todas essas consequências estão relacionadas ao elevado consumo do ser humano no planeta Terra.

Saiba o que foi a Revolução Industrial.

Consumo consciente

A preocupação com o meio ambiente e as consequências nocivas do consumismo tem aumentado a conscientização da população em relação ao consumo.

Consumir conscientemente significa evitar desperdícios, considerar os impactos que os produtos adquiridos causam à natureza ou aos seres humanos, reduzir a geração de lixo e materiais de difícil reciclagem

Além disso, é importante saber como e por quem os produtos são fabricados. O consumidor consciente rejeita produtos que tenham sido produzidos com exploração de mão de obra ou com maus tratos aos animais, por exemplo.

Veja também o significado de consumismo e consumo sustentável.

Data de atualização: 19/08/2019.

Talita Carvalho
Talita Carvalho
Formada em Economia pela Universidade Federal do Paraná e mestranda em Planejamento Territorial e Desenvolvimento Socioambiental pela Universidade do Estado de Santa Catarina.