Significado de Feudo

O que é Feudo:

O feudo era uma grande propriedade territorial que possuía sua organização econômica, política, social e cultural baseada no feudalismo, um sistema comum durante a Idade Média na Europa.

A palavra tem origem do termo germânico vieh e significa “gado, posse, ou propriedade”.

Também chamado de feudo medieval, este espaço era utilizado para produção e fonte de renda concedida por um poderoso senhor em troca de fidelidade e ajuda militar. Quem concedia a terra era o suserano e quem a recebia era o vassalo. O vassalo, por sua vez, também podia ceder parte das terras recebidas a outro indivíduo, passando a ser, ao mesmo tempo, vassalo do primeiro senhor e suserano do segundo.

Esta era uma prática desenvolvida na alta Idade Média após o fim do Império Romano e constituiu a base para o estabelecimento de uma aristocracia fundiária.

A partir desta relação social de concessão da terra é que nasceu o feudalismo, organização política e social que se baseava na relação entre suseranos (senhores feudais e donos de terra) e vassalos. O senhor do feudo possuía, além da terra, o direito de cobrar impostos e taxas de seu teritório. Além disso, os camponeses também tinham que pagar 10% do seu salário como dízimo da Igreja.

Os suseranos  e os vassalos possuíam uma ligação com diversas obrigações: o vassalo devia serviço militar a seu suserano, e este proteção a seu vassalo. Pode-se dizer que não havia quem não fosse vassalo de outro.

A divisão do feudo

O feudo era constituído por três espaços:

Manso Senhorial: que eram as terras de domínio do senhor feudal como o moinho e o castelo;

Manso Servil: que era a área de produção de subsistência dos camponeses (servos);

Terras ou Mansos Comunais: o lugar onde os servos podiam coletar madeira, fazer pastagens, e onde ficavam os rios.

Veja também o significado do Feudalismo.

O significado de Feudo está na categoria: Geral