Artigo

Carlos Neto
Revisão técnica por Carlos Neto
Cientista Social

O que é um artigo:

Na gramática, o artigo é a classe de palavras que antecede o substantivo para determiná-lo de modo particular ou geral.

dois tipos de artigos:

  • Artigos definidos: o, os, a, as;
  • Artigos indefinidos: um, uns, uma, umas.

Os artigos definidos determinam um sujeito específico. Ou seja, são utilizados para especificar e particularizar algo para o leitor ou receptor da mensagem.

Exemplo de artigo definido: Eu conheci o professor de matemática ontem.

Neste caso, o interlocutor especifica que conheceu o professor de matemática, alguém que numa forma de definir exatamente quem é o professor especificando e particularizando a pessoa.

Já os artigos indefinidos abordam um sujeito de forma generalizada. São utilizados para apontar algo ou alguém que não é especificado no contexto de quem fala.

Exemplo de artigo indefinido: Eu conheci um professor de matemática ontem.

Neste caso, a pessoa não se preocupa em definir ou particularizar a pessoa que conheceu, por isso utilizou um artigo indefinido.

Exemplos de artigos definidos e indefinidos

  • Eu encontrei o professor de geografia na escola - artigo definido no singular;
  • Eu encontrei um professor de geografia na escola - artigo indefinido no singular;
  • Falei com a menina da minha rua - artigo definido no singular;
  • Falei com as meninas da minha rua - artigo definido no plural;
  • Vou chamar os meninos para jogar bola amanhã - artigo definido no plural;
  • Vou chamar uns meninos para jogar bola amanhã - artigo indefinido no plural;
  • Chamei a babá para me ajudar - artigo definido no singular;
  • Chamei uma babá para me ajudar - artigo indefinido no singular;
  • Conversei com a médica sobre o caso da minha filha - artigo definido no singular;
  • Conversei com umas médicas sobre o caso da minha filha - artigo indefinido no plural.

O emprego dos artigos

Substantiva uma palavra

Além de anteceder um substantivo, o artigo também pode substantivar uma palavra. Ou seja, se a palavra não é um substantivo, mas é colocado um artigo antes dela, automaticamente ela é transformada em um substantivo.

Exemplo: Entre o amar e o odiar, eu prefiro o primeiro.

Amar e odiar são verbos, não substantivos. Porém, o artigo definido “o” foi utilizado para anteceder os dois e, consequentemente, os substantivou.

Veja também substantivo.

Evidencia gênero e número

Os artigos também têm a função de ajudar a identificar o gênero (feminino e masculino) e o número (singular e plural) dentro de uma frase.

Exemplos: o dó; a alface; a cal; o ônibus; os ônibus; umas mulheres; a mulher.

Indica uma quantidade aproximada

Quando o locutor não tem precisão da quantidade de algo, ele utiliza artigos indefinidos para chegar o mais próximo possível da quantidade estimada.

Veja também singular e plural.

Exemplo:

  • Isso aconteceu há uns 20 anos.
  • Havia umas 200 pessoas na palestra.

Combina-se com preposições

Quando um artigo é combinado com uma preposição, ele forma uma nova preposição. Veja os exemplos:

  • Preposição “em” + artigo “o” = no;
  • Preposição “a” + artigo “a” = à;
  • Preposição “de” + artigo “os” = dos;
  • Preposição “em” + artigo “uma” = numa.

Alguns casos especiais do emprego correto dos artigos

  • Após “cujo(s) e cuja(s)” não se usa artigo

Exemplo: O aluno, cujo foco é passar no vestibular, será recompensado se estudar bastante.

  • Nos pronomes possessivos o uso dos artigos é facultativo

Exemplo: “Encontrei meus amigos ontem à noite” ou “Encontrei os meus amigos ontem à noite.”

  • Se o nome de um jornal, revista ou instituição começarem com algum artigo, não se combina um artigo com o outro para se transformar numa preposição

Exemplo: Eu li a notícia em A Folha de São Paulo.

Veja também outros temas sobre gramática:

Atualizado em
Carlos Neto
Revisão técnica por Carlos Neto
Formado em Ciências Sociais (FFLCH-USP), Carlos é mestre em Estudos Portugueses, com especialização em Literatura Portuguesa Contemporânea. É escritor e dá aulas de Redação e Sociologia na Educação Básica desde 2007.