Significado de Preposição

Igor Alves
Igor Alves
Professor de Língua Portuguesa

Preposição é classe das palavras que ligam duas outras palavras, estabelecendo entre elas determinadas relações de sentido e de dependência.

Na frase "casa de Luís", por exemplo, a preposição "de" estabelece uma relação de posse entre os substantivos "Luís" e "casa".

Já na sentença "chegou com ela", a preposição "com" determina uma relação de companhia entre o sujeito oculto e o pronome "ela".

Isoladamente, as preposições não possuem valor semântico necessário para aparecerem sozinhas em uma frase. Por isso são categorizadas como uma classe gramatical dependente.

Classificação das preposições

Preposições essenciais

As preposições essenciais são aquelas palavras que só funcionam como preposições.

Exemplos: a, ante, após, até, com, contra, de, desde, em, entre, para, perante, por, sem, sob, sobre, trás.

Preposições acidentais

As preposições acidentais são aquelas palavras de outras classes gramaticais que, em certas frases, funcionam como preposição.

Na frase "Agiu segundo suas convicções", por exemplo, o termo "segundo", originalmente um numeral ordinal, tem a função de preposição.

Exemplos: afora, como, conforme, durante, exceto, mediante, menos, salvo, segundo, visto, etc.

Valores das preposições

Isoladas de um contexto, as preposições não apresentam nenhum sentido lógico, mas quando colocadas na frase, podem indicar diversas relações de significado:

  • Lugar: "Breve irei à Roma".
  • Tempo: "O trem estará aqui em uma hora".
  • Modo: "Eram aguardados com ansiedade".
  • Distância: "A quatro passos daí está a porta de saída".
  • Causa: "Com a morte do tio, herdou uma fortuna".
  • Companhia: "Viajei com minha mãe".
  • Instrumento: "Ele atirou com o revólver.
  • Finalidade: "A casa foi pintada para o Natal".

Locução prepositiva

Locução prepositiva é uma expressão (ou seja, mais de uma palavra) que estabelece relação entre duas ou mais palavras.

Exemplos: "abaixo de", "atrás de", "acima de", "por causa de", "ao lado de", "defronte a", "de acordo com", "até a", "perto de", etc.

Combinação, contração e crase

Combinação

Combinação ocorre quando há a junção de uma preposição com outra palavra sem a perda de elementos fonéticos.

Exemplos: ao (a + o), aonde (a + onde), etc.

Contração

Quando ocorre perda fonética na junção da preposição com outra palavra, dá-se o nome de contração.

Exemplos: do (de + o), desta (de + esta), etc.

Crase

Crase é o fenômeno da contração da preposição "a" com, por exemplo, o artigo "a", formando duas vogais idênticas. Como regra geral, haverá crase sempre que o termo antecedente exigir a preposição "a" e o termo consequente aceitar o artigo "a".

Exemplos:

  • Fui à praia (preposição "a" + artigo "a")
  • Assistimos às festas (preposição "a" + artigo "as")

Observação:

Crase não é acento. O acento que indica a crase denomina-se grave.

Bibliografia:

  • CEGALLA, D. P. Novíssima Gramática da Língua Portuguesa. São Paulo, Companhia Editora Nacional. 2009.
  • CUNHA, C.; CINTRA, L. Nova Gramática do Português Contemporâneo. Rio de Janeiro, Lexikon, 2013.
  • TELLES, Vinícius T. Curso Prático de Redação e Gramática Aplicada. Curitiba, Bolsa Nacional do Livro, 1984.

Leia também:

Igor Alves
Igor Alves
Licenciado em Letras - Habilitação em Português pela Universidade federal do Pará (UFPA)