Significado do Feudalismo

O que é o Feudalismo:

Feudalismo foi um modo de organização social, político e cultural baseado no regime de servidão, onde o trabalhador rural era o servo do grande proprietário de terras, o senhor feudal. O feudalismo predominou na Europa durante toda a Idade Média (entre os séculos V e XV).

O feudalismo era um sistema que imperava dentro do feudo, uma grande propriedade rural, que abrigava um castelo fortificado, as aldeias, as terras para cultivo, os pastos e os bosques. 

Características do Feudalismo

  • Economia agrícola;
  • Servidão (vassalagem);
  • Não existia possibilidade de mobilidade social;
  • Presença de três principais camadas sociais: nobreza, clero (a Igreja) e os servos;
  • Relação de vassalagem e suserania;
  • Poder jurídico, político e econômico concentrado nos senhores feudais;
  • Servos eram obrigados a pagar impostos e tributos aos senhores feudais;
  • Forte influência dos conceitos religiosos (Igreja Católica);
  • Guerras para obter novas terras eram comuns entre os senhores feudais.

Saiba mais sobre os Vassalos.

Feudalismo na Idade Média

O feudalismo foi um sistema econômico, social e político que foi muito popular na Idade Média, mais concretamente na Europa Ocidental, entre os séculos XI a XV.

O feudalismo atingiu o seu auge na Europa nos séculos XI e XIII, e posteriormente, a partir do século XIV, as suas características começaram a sofrer algumas mudanças. A relação de servidão do camponês para com o seu senhor feudal começou a desaparecer, juntamente com as instituições jurídicas feudais.

Como era a sociedade no feudalismo?

A sociedade feudal era dividida em três principais classes: a nobreza, o clero e os servos. A hipótese de mobilidade social era praticamente inexistente no feudalismo, ou seja, os servos estavam "condenados" a passarem o resto de suas vidas como vassalos.

Pirâmide Feudal

Pirâmide feudal mostra a hierarquização da sociedade durante o Feudalismo.

Nobreza

Integrando a nobreza estavam os senhores feudais que eram os responsáveis por administrar todo o feudo. Eles tinham o poder de aplicar leis, cobrar impostos, administrar a justiça do local, declarar guerras entre os feudos, etc. 

Clero

O clero era formado pela Igreja Católica e representava a parcela mais importante e poderosa do regime feudal. A sua principal missão era a de garantir o equilíbrio espiritual do feudo. Ao contrário dos vassalos, os membros do clero estavam livres de pagar impostos.

Servos

Consistia na maior parte das pessoas, ou seja, os camponeses que trabalhavam nos feudos para garantir a subsistência dos locais. Eram obrigados a pagar inúmeros impostos e tributos.

Como funcionava a economia feudal?

As atividades comerciais eram praticamente inexistentes durante o Feudalismo, sendo a agricultura de subsistência e autossuficiente a principal fonte econômica dos feudos. Não existia a troca monetária (dinheiro).

O escambo (troca de mercadorias) também era adotado entre diferentes feudos, para que pudessem obter produtos que precisavam, mas que não haviam produzido, por exemplo.

Os servos trocavam a sua mão-de-obra por um local para habitarem na propriedade do senhor feudal, sendo que este deveria garantir a proteção dessas pessoas. Os vassalos também produziam os seus próprios alimentos.

Como era política durante o feudalismo?

Toda a política estava centralizada nas mãos dos senhores feudais. Os reis lhe concediam muitos privilégios e eram eles quem tinham a última palavra a dar dentro de seus respectivos feudos.

A vida nos feudos

Cada feudo consistia em uma unidade de produção do sistema feudal, onde o servo plantava, colhia, fazia vinho, azeite, farinha, pão, criava gado, fabricava queijo, manteiga, caçava, pescava e trabalhava numa rudimentar indústria artesanal.

No feudo se produzia apenas o necessário para o consumo da comunidade, onde o trabalho servil envolvia uma série de obrigações, entre elas: 

  • os servos trabalhavam como rendeiros, pagando ao senhor com mercadorias ou prestações de serviços pelo uso da terra; 
  • cada família trabalhava gratuitamente durante alguns dias nas terras do senhor; 
  • cada servo pagava taxas pelo uso do moinho, do forno etc. 

Aos senhores feudais cabia a responsabilidade de formar exércitos particulares e construir castelos fortificados, onde dentro e em torno dos quais se desenvolvia a comunidade feudal, protegida por eles.

Saiba mais sobre o significado dos Feudos.

Origem do feudalismo

O feudalismo começou a se formar no século V, com a decadência do Império Romano e as invasões dos povos bárbaros, obrigando os nobres romanos a se afastarem das cidades levando consigo os camponeses.

O processo de feudalização da economia e da sociedade levou vários séculos para se completar. A presença e a violência dos invasores e a insegurança social propiciaram o isolamento dos feudos em diferentes regiões.

Como os reis não tinham condições econômicas e militares para proteger as populações dessas áreas, a responsabilidade passou a ser dos grandes proprietários de terra.

Em troca de proteção, a grande maioria da população, que passou a viver em aldeias em torno dos castelos, sujeitou-se ao trabalho agrícola, numa relação de servidão com o dono da terra e do castelo.

Crise do Feudalismo

De forma gradual, o sistema feudal começou a entrar em declínio, principalmente devido a algumas mudanças na estrutura da sociedade, como o aumento das cidades e o reavivamento das relações comerciais.

Com a criação de trabalhos assalariados, emergia na sociedade uma nova classe: a burguesia. Com ela começava a se desenvolver um novo regime que ficaria conhecido como capitalismo.

Saiba mais sobre o Capitalismo.

Data de atualização: 12/07/2018. O significado do Feudalismo está na categoria: Geral