Petróleo

O que é o petróleo?

O petróleo é um combustível natural, originado de processos de decomposição de milhares de anos. Como se origina de um processo longo, também é chamado de combustível fóssil.

É encontrado em jazidas nas camadas mais profundas de oceanos, mares e lagos, podendo ser encontrado também na terra.

É uma fonte de energia natural não renovável, pois a exploração desse recurso sem controle pode eliminar as reservas existentes. É usado principalmente como matéria-prima na produção da gasolina e óleo diesel.

Origem e história do petróleo

Ao que tudo indica, o uso do petróleo é quase tão antigo quanto a história da humanidade. Há registros de que o produto era usado por povos muito antigos, como os egípcios e os persas. Em regiões como Pérsia, Mesopotâmia e Egito já era utilizado na abertura de estradas e em outros tipos de construção.

Modernamente, a descoberta do petróleo e da possibilidade de extração e utilização só aconteceu no século XIX, quando foram encontrados os primeiros poços.

O registro da primeira descoberta de um poço de petróleo aconteceu em 1859 nos Estados Unidos. Foi seu descobridor, Edwin Drake, que iniciou a exploração de petróleo. Além disso, Drake criou o primeiro sistema de extração utilizado.

No Brasil, o primeiro poço foi encontrado 80 anos depois, em 1939, em Salvador. O responsável foi Manoel Ignácio de Bastos.

Depois das primeiras descobertas, fatores com a criação de motores a óleo (muito utilizados nas indústrias) e o surgimento dos carros com motores a óleo diesel e gasolina influenciaram bastante no crescimento do interesse pelo petróleo.

Maiores reservas e produtores

As regiões de maior produção de petróleo do mundo são o Oriente Médio e alguns países europeus, que juntos são responsáveis por metade do petróleo produzido mundialmente.

As maiores reservas estão no Oriente Médio, nas Américas do Sul e Central e na Europa. Juntas, estas regiões detêm quase 85% de todas as reservas mundiais de petróleo.

Os cinco países que mais produzem petróleo são: Estados Unidos, Rússia, Arábia Saudita, Canadá e Iraque. O Brasil tem quase 1% das reservas mundiais e produz 3% do total de petróleo.

Formação e composição do petróleo

Sua origem ainda não é definitivamente confirmada, mas acredita-se que a formação do petróleo é resultado de um processo de decomposição dos plânctons, pequenos organismos que vivem na superfície de águas de mares, lagos e rios.

A formação do petróleo aconteceria pelo acúmulo dos restos da decomposição desses organismos e a movimentação das crostas terrestres faz parte do processo, transformando os dejetos em petróleo, que fica acumulado nas bacias sedimentares. O acúmulo de restos e a formação do petróleo leva alguns milhões de anos.

Formação petróleoO petróleo fica depositado nas bacias sedimentares.

Composição química do petróleo

O petróleo é composto em grande parte por moléculas de carbono e hidrogênio - os hidrocarbonetos, como butano (C4H10) e metano (CH4). Esses compostos são a maior parte do petróleo, embora outras substâncias façam parte da sua constituição.

Na composição química do petróleo também são encontrados em menor quantidade nitrogênio, oxigênio, sais e resíduos de alguns metais. A proporção dos elementos que o compõem é a seguinte:

  • 82% de carbono;
  • 12% de hidrogênio;
  • 4% de nitrogênio;
  • 1% de oxigênio;
  • 1% de sais e resíduos de metais.

Características do petróleo

As principais características do petróleo são:

  • coloração escura;
  • composição oleosa;
  • não é solúvel em água (não se misturam);
  • é uma substância inflamável;
  • é menos denso do que a água.

Para que serve o petróleo?

O petróleo pode ser utilizado de muitas formas, como matéria-prima para a formação de outras substâncias e como fonte energética.

É muito utilizado como fonte de energia, gás e combustível. Atualmente, cerca de 40% da energia primária (originária da natureza) vem do petróleo. Mundialmente, aproximadamente 8% da energia elétrica ainda tem origem na exploração de petróleo.

Os produtos derivados do petróleo surgem a partir de um processo de refino, em que os elementos que compõem o petróleo são separados. Esse processo é feito em temperaturas variadas, de acordo com o subproduto desejado. Por exemplo: a gasolina é obtida pelo refino em até 200 graus, já o diesel necessita de temperaturas mais altas, até 350 graus.

Apesar de ser uma de suas principais utilizações, o petróleo também é usado na fabricação de muitos derivados (subprodutos).

Os derivados de petróleo

Existem muitos produtos que são derivados de petróleo. Alguns desses subprodutos são: óleo diesel, gasolina, gás de uso doméstico (GLP), querosene, parafina, asfalto e nafta.

  • Óleo diesel e gasolina: usados como combustível nos transportes;
  • GLP: utilizado em cozinhas domésticas e industriais;
  • Querosene: tem uso nas turbinas de aviões e como solvente;
  • Parafina: é a base de diversos produtos, como impermeabilizantes, ceras, borracha e produtos químicos;
  • Asfalto: é matéria-prima para a fabricação de cimento asfáltico;
  • Nafta: usada para a produção de compostos químicos como benzeno, propeno e eteno.

O petróleo também pode ser usado na formulação de outros subprodutos de uso comum e doméstico:

  • itens diversos em plástico;
  • óleo lubrificante;
  • maquiagens;
  • remédios;
  • tecidos sintéticos;
  • sapatos e roupas;
  • produtos de limpeza;
  • corantes e conservantes de alimentos;
  • fertilizantes.

Exploração do petróleo

A exploração do petróleo é um processo complexo, composto por três fases principais: levantamento ou prospecção, perfuração e extração. Por fim, há ainda o refino do petróleo extraído.

1. Levantamento ou prospecção

Nessa primeira etapa são localizadas as jazidas de petróleo. Para encontrar as reservas, os profissionais responsáveis utilizam equipamentos capazes de identificar a presença da substância.

Um dos instrumentos mais usados é o sismólogo, uma ferramenta que, através da emissão de ondas de choques, pode confirmar a presença de petróleo acumulado em uma região.

2. Perfuração

Nessa etapa, após a confirmação (ou constatação de grande probabilidade) da localização de uma reserva petrolífera, são feitas perfurações para explorar as jazidas.

Em um primeiro momento, o objetivo é confirmar a existência de petróleo e verificar se a extração é viável. Existem casos em que jazidas são encontradas, mas condições da própria reserva ou dificuldades geográficas podem impedir a extração de petróleo.

3. Extração

O processo de extração de petróleo não é simples, já ele fica localizado em camadas profundas de rochas sedimentares.

Para fazer a extração são utilizados equipamentos potentes, capazes de perfurar as rochas e a extração é feita a partir da instalação de plataformas equipadas com bombas que extraem o petróleo das jazidas. Se a reserva for localizada na terra, os equipamentos usados bombeiam o petróleo até que ele chegue à superfície.

plataforma de petróleoPlataforma de extração de petróleo em alto mar.

4. Refino

Depois da extração, o petróleo passa por um processo de refino que melhora sua qualidade e o prepara para o uso exato da demanda. Conforme o destino que será dado ao petróleo, o processo de refino sofre variações.

Petróleo no Brasil

Quase 15 anos depois da descoberta de petróleo em solo brasileiro foi criada a Petrobras, empresa que controla e explora o petróleo no país. A Petrobras foi criada em 1953, durante o governo do Presidente Getúlio Vargas.

Em 2006 foi descoberto o Pré-Sal, uma extensa área no litoral brasileiro em que foi encontrado petróleo. A exploração dessa reserva, iniciada em 2008, chegou a ser responsável por 60% da produção brasileira de petróleo.

Leia também o significado de Pré-sal.

Petróleo e problemas ambientais

O uso do petróleo deve ser feito de forma adequada para evitar danos ao meio ambiente e aos ecossistemas.

Um dos problemas ambientais mais graves que podem ser causados pelo uso descuidado do petróleo é a contaminação de águas, quando a substância é despejada em mares, rios, oceanos ou lagos. A presença de petróleo pode ser muito danosa aos ecossistemas aquáticos, podendo contaminar a água e causar a morte de animais.

Derramamento petróleoUm derramamento de petróleo nas águas pode ocasionar muitos prejuízos ambientais.

Outro problema ambiental é a poluição pela fumaça que resulta do uso do petróleo nas usinas produtoras de combustível. A fumaça contribui para a piora da qualidade do ar e agrava problemas que já existem, como o crescimento do buraco da camada de ozônio e o efeito estufa.

Veja também o significado de combustível fóssil saiba porque o petróleo é uma energia não-renovável.

Data de atualização: 21/02/2020.