Significado de Primeiros socorros

O que são Primeiros socorros:

Primeiros socorros são procedimentos de assistência médica urgente que devem ser prestados a qualquer pessoa que esteja sofrendo de doenças, ferimentos e lesões súbitas.

Os primeiros socorros podem ser executados por qualquer pessoa com o objetivo de preservar a vida, prevenir o agravamento da condição ou possibilitar a recuperação. As medidas devem ser tomadas de forma imediata enquanto ajuda profissional não está disponível. Nesse sentimento, comunicar o atendimento especializado também é uma medida de primeiros socorros.

As situações que requerem primeiros socorros são inúmeras. Cada país possui legislação e regulação própria sobre treinamento ou provisões de equipamentos para cada situação, a exemplo de primeiros socorros na escola, no ambiente de trabalho, em reuniões públicas, etc.

Os primeiros socorros não requerem conhecimentos avançados na área e podem envolver improvisação com materiais disponíveis no momento, além de serem frequentemente executados por pessoas sem treinamento.

Objetivos dos primeiros socorros

Os principais objetivos dos primeiros socorros podem ser resumidos em três:

Preservar a vida: o objetivo maior de qualquer assistência médica. Através de medidas simples e preliminares, busca-se salvar vidas e minimizar as chances de óbito.

Prevenir o agravamento: envolve medidas de prevenção para que a condição não piore ou que novas causas ocorram. Por esse motivo, os primeiros socorros também abrangem fatores externos como, por exemplo, afastar o paciente de um incêndio.

Possibilitar a recuperação: os primeiros socorros também visam iniciar a recuperação da doença, lesão ou ferimento o mais rápido possível.

Exemplos de situações que exigem primeiros socorros

As situações que podem exigir a prestação de primeiros socorros são inúmeras, cada uma necessitando de um conjunto de cuidados específicos. Entre elas, as mais comuns são:

  • Parada cardiorrespiratória
  • Hemorragias
  • Fraturas
  • Queimaduras
  • Desmaio

Noções básicas de primeiros socorros

Apesar do altíssimo número de hipóteses que exigem primeiros socorros, existem algumas noções básicas que podem ser aplicados a todas elas:

Observar a cena: Analise se existem perigos próximos do paciente ou de você mesmo. Caso existam, mova o paciente para longe antes de iniciar os procedimentos de primeiros socorros. Se não houver nada que você possa fazer, apenas espere a ajuda especializada.

Analisar o nível de consciência da vítima: Quando tiver certeza que não existem perigos próximos, cheque se o paciente está consciente e alerta. Em caso positivo, faça perguntas e avalie as respostas para obter um diagnóstico. Em caso negativo, peça auxílio o quanto antes.

Checar vias áreas: Cheque se a passagem de ar do paciente está livre. Deite-o de costas e incline sua cabeça para trás levemente. Qualquer obstrução precisa ser removida da boca, incluindo dentaduras. É comum que a própria língua obstrua a passagem de ar, devendo, também, ser movida manualmente.

Primeiros Socorros - Desobstrução

Fonte: Ministério da Saúde / FIOCRUZ

Tipos de primeiros socorros

As causas mais comuns que requerem a utilização de primeiros socorros são:

Primeiros socorros em casos de parada cardiorrespiratória

A parada cardiorrespiratória é um dos estados mais grave que pode ser atendido através de primeiros socorros. Ela é observada através da falta de pulso em alguma artéria grande e pela apneia (ausência de respiração). Nesses casos, deve-se desobstruir as vias respiratórias, promover a ventilação artificial e providenciar o suporte circulatório.

Respiração boca a boca

A ventilação artificial consiste na respiração boca a boca e deve ser feita na seguinte sequência:

  1. Deitar o paciente de costas
  2. Desobstruir as vias respiratórias
  3. Inclinar a cabeça do paciente de forma que o queixo fique em um nível acima do nariz
  4. Fechar as narinas do paciente com os dedos, vedando totalmente a passagem de ar pelo nariz
  5. Colocar a boca sobra a boca do paciente de forma a vedar totalmente a passagem de ar pela boca e soprar com força
  6. Pressionar levemente o estômago do paciente para expelir o ar
  7. Repetir o processo até que ajuda especializada chegue ao local

Primeiros Socorros - Respiração boca a boca

Fonte: Ministério da Saúde / FIOCRUZ

Massagem cardíaca

O suporte circulatório consiste na massagem cardíaca e deve ser feito da seguinte maneira:

  1. Deitar o paciente de costas
  2. Posicionar-se ao lado ou sobre o paciente de forma que você toque seu peito com os braços estendidos
  3. Apoiar uma mão sobre a outra e aplicar pressão na parte inferior do esterno de forma repetitiva, sem apoiar-se na parede torácica. Deve-se utilizar o peso do próprio corpo para aumentar a pressão
  4. Durante a aplicação da pressão, de forma intercalada, o procedimento deve ser interrompido subitamente, pois isso também ajuda no restabelecimento do fluxo sanguíneo
  5. Repetir o processo até que ajuda especializada chegue ao local

Primeiros Socorros - Massagem Cardíaca

Fonte: Ministério da Saúde / FIOCRUZ

Primeiros socorros em casos de hemorragias

Em casos de hemorragias, a primeira medida a ser tomada é aplicar pressão, através de compressas, na ferida. O objetivo é comprimir a artéria contra o osso mais próximo, então a pressão aplicada precisa ser forte.

Em seguida, é necessário elevar a região ferida para um nível acima do coração a fim de diminuir o fluxo de sangue na área. A elevação não deve ser feita caso exista fratura.

Nos casos em que o sangramento for muito intenso, deve ser usado um torniquete, conforme a imagem abaixo:

Primeiros Socorros - Sangramento

Fonte: Ministério da Saúde / FIOCRUZ

O objetivo do torniquete é obstruir totalmente a passagem de sangue para a área. Por isso, a vareta deve ser girada até que o tecido utilizado esteja muito apertado. A cada 10 ou 15 minutos o torniquete deve ser afrouxado brevemente.

Primeiros socorros em casos de fraturas

As fraturas são quebras ósseas que podem resultar na perda da função do membro. Elas podem ser tanto internas quanto externas e geralmente apresentam deformidades no local afetado.

Primeiramente é necessário imobilizar o membro afetado e posicioná-lo da forma menos dolorosa para o paciente. A imobilização deverá ser feita com talas e com tecidos acolchoados, conforme a imagem abaixo:

Primeiros socorros - Fraturas

Fonte: Ministério da Saúde / FIOCRUZ

É essencial que as talas sejam grandes o suficiente para passar das articulações de baixo e de cima da fratura.

Atenção: nunca se deve tentar colocar o osso fraturado no lugar. Em casos de fratura exposta, nunca se deve tocar no osso.

Primeiros socorros em casos de queimaduras

Nos casos de queimaduras leves, deve-se lavar o local atingido com água em temperatura ambiente. Em queimaduras mais graves, deve-se manter a área queimada protegida com algum tecido ou gaze úmida.

Em qualquer hipótese, não devem ser usados nenhum tipo de pomada ou produto, tampouco deve-se estourar as bolhas que eventualmente apareçam.

Primeiros socorros em casos de desmaio

Os desmaios são causados pela diminuição de sangue e oxigênio no cérebro. Nesses casos, se o paciente está começando a desfalecer, deve-se sentá-lo em uma cadeira e curvá-lo para frente de forma que sua cabeça caia entre as penas, abaixo da linha do joelho, conforme a imagem abaixo e à esquerda:

Primeiros Socorros - Desmaio

Fonte: Ministério da Saúde / FIOCRUZ

Nos casos em que o paciente já estiver desmaiado, é necessário deitá-lo conforme a imagem acima e à direita, mantendo sua cabeça em nível mais baixo do que o resto do corpo. O objetivo é recuperar o fluxo de sangue no cérebro.

É importante observar se o paciente desmaiado apresenta sinais de vômito. Em caso positivo, o paciente deverá ser deitado de lado.

Data de atualização: 06/11/2018. O significado de Primeiros socorros está na categoria: Medicina