Significado de RPG

O que é RPG:

RPG é a sigla em inglês para role-playing game, um gênero de jogo no qual os jogadores assumem o papel de personagens imaginários, em um mundo fictício.

Os jogos de RPG podem ser jogados de diversas formas. As mais comuns são através de atuação literal, na qual os jogadores agem, falam e se vestem como seus personagens, e o RPG de mesa, a forma mais famosa (e a primeira inventada) de RPG.

Em qualquer modalidade de RPG, as histórias são guiadas por um jogador denominado “mestre”, que dita a trama, descreve os cenários, controla os inimigos que outros jogadores enfrentam, etc. Enquanto isso, os outros jogadores tomam suas decisões de forma livre conforme as situações narradas pelo mestre.

As principais características do RPG são a interatividade e o trabalho em grupo. É muito raro que jogadores se reúnam para jogar RPG de forma competitiva, uma vez que se trata de um jogo predominantemente colaborativo, no qual os jogadores só conseguirão vencer se trabalharem em conjunto.

Elementos dos jogos RPG

Para se jogar RPG é necessário três elementos: sistema de regras, narrativa e jogadores.

Sistema de regras

Os jogos de RPG são conduzidos através de sistemas de regras predeterminados. Geralmente esses sistemas são produzidos por empresas especializadas no assunto e disponibilizados no mercado através de livros, revistas ou pela internet. No entanto, nada impede que os jogadores criem suas próprias regras ou adaptem as já existentes.

Alguns exemplos de sistemas de RPG são:

  • 3D&T
  • D&D
  • Daemon
  • GURPS
  • MERP
  • Storyteller

Mundo, cenário ou narrativa

Outro elemento dos jogos RPG é o mundo, cenário ou narrativa, que consiste no contexto fictício em que os personagens estão inseridos. Assim como os sistemas, os mundos de RPG também podem ser criados e disponibilizados por empresas ou elaborados pelos próprios jogadores. Dessa forma, os jogos de RPG podem se passar em cenários medievais, futuristas, fantásticos, distópicos, realistas, etc.

Alguns exemplos de narrativas de RPG são:

  • Tormenta
  • Vampiro, A máscara
  • Lobisomen, O Apocalipse
  • Warcraft
  • Deadlands

Sistema vs narrativa

É importante não confundir os sistemas de regras com as narrativas de jogo. Embora várias narrativas sejam criadas para suportar um único sistema de regras, algumas são adaptáveis a mais de um. A título de exemplo, Tormenta é uma narrativa fantástica medieval em que os jogadores podem assumir a identidade de magos, elfos, centauros, anões, etc, e pode ser jogada através de mais de um sistema, como 3D&T e D&D.

Jogadores

Os jogadores criam seus personagens com base no sistema de regras e na narrativa a ser utilizada. Para isso, os jogadores preenchem formulários contendo todas as características, atributos, habilidades e itens do seu personagem. A ficha é constantemente atualizada conforme o personagem evolui.

Ficha D&D - RPG

Ficha de personagem do sistema de regras D&D (Dungeons and Dragons). A ficha contém todas as características e valores que compõem o personagem.

Mestre de jogo

Um dos jogadores assumirá o papel de mestre de jogo, que será o responsável por ditar a trama e descrever de forma detalhada os cenários que os jogadores se encontram. O mestre deve agir de forma imparcial com relação aos jogadores e deve seguir as regras previstas no sistema.

Outra atribuição do mestre de jogo é controlar os chamados NPC (non-player character), que são os personagens fictícios não controlados pelos jogadores. Assim, o mestre interpreta os coadjuvantes e figurantes encontrados na história, bem como os inimigos enfrentados pelos jogadores.

O mestre deve conduzir o jogo de forma que os jogadores possam agir com liberdade na história. Por esse motivo, o papel do mestre sempre envolve improvisação para garantir que os jogadores interajam com o mundo fictício da forma que quiserem, mas, ainda assim, a história siga em frente.

Dados e tabuleiros de RPG

Um dos fatores que confere emoção e imprevisibilidade às partidas de RPG é a utilização de dados. Em qualquer sistema de regras, é comum que os jogadores tenham que rolar dados frequentemente para verificar se obteve sucesso ou fracasso em uma ação. Por exemplo:

“Um determinado personagem jogador se encontra em uma sala escura e precisa encontrar a porta de saída. Como sua visão está limitada, suas chances de encontrar a porta são baixas. O mestre determinada uma rolagem de dado, e caso o jogador consiga o número 1, ele encontra a porta.”

Dependendo do sistema de regras utilizado, as partidas poderão requerer a utilização de diferentes tipos de dados. Os sistemas mais simples geralmente usam apenas o dado tradicional de 6 lados (d6), enquanto os mais complexos utilizam dados exclusivos de RPG, como os 4, 8, 10, 12 ou 20 lados.

Dados - RPG

No RPG, os dados são chamados de acordo com o número de lados que possuem. A foto demonstra um d4 (azul), d6 (laranja), d20 (roxo), d8 (verde), d12 (amarelo) e d10 (vermelho).

É comum que as partidas também sejam jogadas em tabuleiros que representem o cenário descrito pelo mestre. Nesses casos, são utilizadas miniaturas que demonstram a localização de cada personagem jogador e também aqueles controlados pelo mestre. Conforme os personagens se descolocam, os jogadores movem as miniaturas pelo tabuleiro.

Tabuleiro de RPG

Exemplo ideal de tabuleiro de RPG, facilmente adaptável para qualquer cenário narrado pelo mestre.

Campanhas de RPG

Os RPG são geralmente jogados em campanhas em vez de partidas. Isso significa que sempre que os jogadores se reúnem para jogar, eles continuam do ponto onde pararam da última vez, utilizando o mesmo personagem. Esse aspecto reforça o sentimento de imersão e faz com que os jogadores prezem pela sua vida dentro do jogo.

Dungeons and Dragons

O primeiro RPG inventado foi lançado em 1974 com o nome de Dungeons and Dragons (Masmorras e Dragões). O D&D, como é mundialmente conhecido, deu origem à indústria de jogos RPG de mesa, na qual, apesar da forte concorrência, ainda se mantém como líder no mercado.

O jogo estreou a mecânica de utilização de dados, fichas de personagens e tabuleiros. Além disso, sua mecânica de batalhas por turnos, nas quais os jogadores alternam suas jogadas com os inimigos para simular um combate em tempo real inspirou diversos videogames do mesmo gênero.

RPG eletrônico

O sucesso dos jogos RPG tradicionais inspirou a criação de diversos jogos eletrônicos do mesmo gênero. Embora os jogos de videogame não envolvam qualquer tipo de atuação, o nome role-playing game foi mantido uma vez que todas as outras características foram preservadas.

Os jogos de RPG eletrônicos são marcados pelo alto nível de liberdade que os jogadores possuem para explorar o cenário, tomar decisões e evoluir seus personagens.

Alguns exemplos de jogos RPG eletrônicos são:

  • The Legend of Zelda
  • Final Fantasy
  • Skyrim
  • The Witcher
  • Dark Souls

MMORPG

MMORPG é um subgênero de jogos RPG eletrônicos. O termo é a sigla em inglês para multi massive online role-playing game, que pode ser traduzido como jogo de interpretação online em massa para múltiplos jogadores.

Nos MMORPG, os jogadores efetuam o login de seus personagens em um servidor que disponibiliza um mundo aberto e interativo para milhões de jogadores ao redor do mundo. Assim como os outros tipos de jogos RPG, o nível de liberdade é altíssimo e os personagens evoluem conforme ganham pontos de experiência.

Os MMORPG são conhecidos por serem “jogos infinitos” uma vez que são extremamente interativos e não possuem uma conclusão fixa. Neles, os jogadores se reúnem e ditam o rumo que seus personagens tomarão.

Alguns exemplos de MMORPG são:

  • Ragnarok
  • World of Warfract
  • Lineage
  • Perfect World
  • Tibia

Veja também:

Data de atualização: 17/10/2018. O significado de RPG está na categoria: Siglas