Esportes de combate

Equipe da Enciclopédia Significados
Equipe da Enciclopédia Significados
Criado e revisado pelos nossos especialistas

Esportes de combate são modalidades competitivas nas quais ocorre o enfrentamento direto entre dois oponentes, podendo ou não envolver o uso de armas. Essas modalidades seguem regras específicas de contato, de modo a evitar ferimentos graves entre os praticantes. A esgrima, o boxe e o karatê são os exemplos de esportes de combate.

As técnicas utilizadas podem ser classificadas em três categorias:

  • Golpear (striking): os lutadores usam socos, chutes, cotoveladas e outros golpes corporais para derrotar o adversário. Exemplos incluem boxe, kickboxing, muay thai e taekwondo.

  • Agarrar (grappling): lutadores usam técnicas de agarrão, projeção e estrangulamento para derrotar o adversário. Exemplos incluem judô, jiu-jitsu brasileiro, luta greco-romana.

  • Uso de arma: são aqueles nos quais os lutadores usam armas para derrotar seus adversários. Esses esportes são geralmente mais perigosos do que os sem armas, pois o risco de ferimentos graves é maior.

Algumas regras enfocam uma dessas áreas, ao passo que outras permitem a combinação delas (como nas artes marciais mistas, por exemplo).

Muitos dos esportes de combate alcançaram popularidade global e passaram a ser disputados nos Jogos Olímpicos. Atualmente, existem sete esportes de combate olímpicos. São eles:

  • Boxe

  • Karatê

  • Esgrima

  • Judô

  • Luta greco-romana

  • Luta livre

  • Taekwondo

Além dos olímpicos, existem muitos outros esportes de combate. A seguir, falaremos sobre as doze modalidades mais importantes.

1. Boxe

Lutadores de boxe

O boxe é um esporte de combate que envolve o confronto direto entre dois oponentes. Os participantes utilizam socos para pontuar e vencer o adversário. O objetivo é nocautear o oponente ou acumular mais pontos ao final das rodadas estabelecidas.

As regras do boxe são projetadas para proteger os lutadores de ferimentos graves. Os lutadores usam luvas para amortecer os golpes, e as lutas são divididas em rodadas de três minutos. Os lutadores vencem por nocaute, nocaute técnico, decisão dos juízes ou por desistência.

Algumas das técnicas básicas do boxe incluem:

  • Jab: um soco reto utilizado para manter distância do oponente.

  • Direto: um soco potente empregado para causar danos.

  • Uppercut: um soco de cima para baixo direcionado ao queixo do adversário.

  • Hook: um soco curvo visando o corpo do oponente.

  • Clinch:é uma posição no boxe em que ambos os lutadores estão agarrados. Essa técnica é crucial no boxe, utilizada controlar a distância, criar oportunidades de ataque ou ganhar tempo.

É um esporte com uma longa história, que remonta ao Egito Antigo. Foi incluído nos Jogos Olímpicos modernos na sua terceira edição, em 1904.

Saiba mais sobre boxe.

2. Caratê

Caratecas praticando kata

O caratê é uma arte marcial japonesa que se concentra em técnicas de ataque e defesa pessoal executadas com as mãos desarmadas. O termo karatê significa literalmente "mãos vazias" em japonês. No Brasil, a grafia correta é "caratê", mas a forma com "k" é comum.

A origem do karatê é incerta, mas acredita-se que tenha se originado na China e se desenvolvido em Okinawa, no Japão, a partir de uma luta existente na época. No Japão, a partícula "do" foi adicionada ao termo, resultando em karate-do, que significa "caminho das mãos vazias". Isso incorpora aspectos filosóficos e físicos à prática, visando disciplinar corpo e mente.

Os praticantes de caratê são chamados de "caratecas". Durante as lutas, os caratecas só podem usar as armas naturais do corpo, como mãos, braços, pés, pernas, reflexos visuais e inteligência.

O progresso dos caratecas é classificado por faixas coloridas (classe Kyu), começando pela branca para principiantes, seguida por amarela, vermelha, laranja, verde, roxa e marrom. A faixa preta é alcançada por quem domina todas as classes Kyu. No estilo shotokan, existem 10 níveis adicionais exclusivos para as faixas pretas (classe Dan).

O esporte fez sua estreia olímpica completa nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, após estar no programa dos Jogos Olímpicos da Juventude em Buenos Aires 2018.

Nas olimpíadas, o esporte é dividido em duas categorias: kumite e kata.

Kumite

O Kumite representa a arte do combate no karatê, em que dois praticantes se confrontam em uma área de competição de 8 metros quadrados, conhecida como tatami. Nos embates sêniores, os homens têm um período de três minutos, enquanto as mulheres têm dois minutos.

A pontuação se desdobra em três níveis: Yuko (1 ponto), Wasa-Ari (2 pontos) e Ipon (3 pontos). A vitória de um carateca se dá ao acumular oito pontos a mais que o oponente ao longo da luta ou ao obter mais pontos no tempo estabelecido. Em caso de empate, o competidor que marcou o primeiro ponto é proclamado como o vencedor.

Kata

A kata é uma disciplina técnica no caratê na qual os praticantes demonstram formas de movimentos ofensivos e defensivos contra um oponente imaginário.

No tatami, os caratecas com faixas azuis ou vermelhas são avaliados por cinco árbitros, que decidem o vencedor com base em critérios como conformidade, desempenho técnico e atlético, usando bandeiras vermelhas e azuis para indicar o vencedor no final da prova.

Veja mais sobre caratê.

3. Esgrima

Praticantes de esgrima duelando

A esgrima é um esporte de combate que surgiu de antigas formas de luta, visando tocar o adversário com uma lâmina enquanto se evita ser tocado.

A esgrima é dividida em três disciplinas:

  • Florete: é a arma mais leve e ágil, com toques válidos apenas no tronco do adversário.

  • Espada: é a arma mais pesada e potente, com toques válidos em todo o corpo do oponente.

  • Sabre: é a arma mais rápida e acrobática, com toques válidos na cabeça, tronco e braços do adversário.

O esporte tem uma longa história que remonta à antiguidade. As primeiras evidências do uso de espadas datam de 3.000 a.C., na Mesopotâmia. A esgrima foi usada como uma forma de combate por séculos, e foi uma habilidade importante para os soldados e guerreiros.

A esgrima moderna começou a se desenvolver na Europa no século XVI. As primeiras escolas de esgrima foram fundadas na Itália, e a esgrima rapidamente se tornou um esporte popular. Foi um esporte olímpico desde os primeiros Jogos Olímpicos da era moderna, em 1896.

As lutas de esgrima são realizadas em uma pista de 14 metros de comprimento e 1,5 a 2 metros de largura. Os lutadores utilizam uma série de equipamentos de proteção, como máscara, colete, coquilha e luvas.

O objetivo da esgrima é tocar o oponente com a ponta da espada. Os toques são registrados por sensores eletrônicos embutidos nas armas.

Regras básicas:

  • Os lutadores devem se manter na pista durante a luta.

  • Deve-se tocar o oponente apenas com a ponta da espada.

  • Os competidores não podem agarrar ou derrubar o oponente.

O vencedor do combate o lutador que marcar mais pontos no final. Os pontos são marcados por toques bem-sucedidos no oponente. Se a luta terminar empatada, o vencedor é decidido por um critério de desempate.

4. Judô

Lutadoras de judô

O judô é uma arte marcial esportiva japonesa que visa o desenvolvimento físico, mental e espiritual do praticante. É um esporte olímpico desde 1972.

O objetivo principal é conquistar um ippon, um ponto completo alcançado ao derrubar o adversário e imobilizá-lo com as costas e ombros no chão por pelo menos 30 segundos.

As regras do judô proíbem golpes no rosto, pescoço e vértebras do oponente. As faixas indicam o nível de graduação do judoca, divididas em kyu (iniciantes) e dan (experientes). No Brasil, há 10 faixas: Branca, Cinza, Azul, Amarela, Laranja, Verde, Rosa, Marrom, Preta e Coral (Vermelha e Branca), contadas em ordem decrescente.

Além do ippon, o golpe principal, existem outros como wazari (meio ponto), yuko (um terço de ponto) e koka (um quarto de ponto).

O judô se originou como uma forma menos agressiva do jiu-jitsu, criado por Jigoro Kano em 1882, enfatizando a inteligência sobre a força física. "Judô" significa "caminho suave", sendo baseado nos princípios da máxima eficiência (seiryoku zen’yo), da prosperidade e benefícios mútuos (jita kyoei) e da suavidade (ju).

Saiba mais sobre judô.

5. Luta greco-romana

Luta greco-romana

A luta greco-romana é um esporte de combate que envolve grappling, ou seja, luta agarrada. O objetivo é jogar o oponente no chão e imobilizar suas costas no chão, chamado de "encostamento".

As regras proíbem golpes traumáticos (socos e chutes), assim como golpes abaixo da linha do quadril. O foco maior é em realizar arremessos e jogadas.

O esporte foi criado na Grécia Antiga, onde era praticado nus, com o corpo envolto por azeite e uma fina camada de areia.

A luta greco-romana foi um dos esportes originais dos Jogos Olímpicos da Era Moderna, tendo participado de todas as edições desde Atenas 1896. Em 2013, a modalidade foi excluída dos Jogos Olímpicos, mas foi reinserida em 2017.

6. Luta livre

Luta livre

A luta livre olímpica, também conhecida como wrestling estilo livre, é uma disciplina internacional e um esporte olímpico praticado por ambos os sexos.

Nesse estilo, diferentemente da luta greco-romana, os lutadores têm permissão para usar as pernas tanto para atacar quanto para se defender. Originada do catch-as-catch-can, a principal condição de vitória é jogar e fixar o adversário no tatame.

Nos Estados Unidos, em instituições de ensino médio e universitário, essa modalidade é conduzida sob regras distintas, sendo denominada luta escolar e luta universitária, respectivamente. Fora dos Estados Unidos, é possível encontrar lutadores de wrestling profissional que competem seguindo as regras do freestyle wrestling.

7. Taekwondo

Lutadoras de taekwondo

O taekwondo é uma arte marcial coreana que se tornou um esporte de combate popular em todo o mundo. É uma arte marcial que enfatiza técnicas de combate com pés e mãos.

As origens remontam à era dos Três Reinos da Coreia (50 a.C. — 668 d.C.), mas ganhou rápida popularidade na Coreia do Sul após a Segunda Guerra Mundial.

As regras do taekwondo visam garantir a segurança dos competidores e promover a justiça na competição. Algumas das diretrizes fundamentais da arte marcial incluem:

  • Os competidores devem utilizar protetores de cabeça, tronco, pernas e punhos.

  • Golpes só podem ser desferidos com áreas permitidas do corpo, como pés e mãos.

  • Não é permitido atingir abaixo da linha da cintura.

  • Agarrar ou derrubar o oponente não é permitido.

  • Se um competidor for derrubado, ele tem 10 segundos para se levantar.

  • Os pontos são atribuídos com base em técnicas de ataque, como chutes, socos e joelhadas, sendo que golpes na cabeça valem mais pontos do que os que atingem o tronco.

Os praticantes são categorizados por faixas, representando seus níveis de habilidade, com as cores variando do branco ao preto.

A faixa branca é destinada aos iniciantes, abrangendo o aprendizado dos fundamentos, como postura, movimentos básicos e técnicas de defesa pessoal. As faixas coloridas intermediárias simbolizam o progresso do praticante, envolvendo a assimilação de técnicas mais avançadas, incluindo chutes, socos e combinações. A faixa preta, a mais alta, é reservada aos praticantes considerados mestres dessa arte marcial.

O esporte fundamenta-se em princípios filosóficos, concebidos para fomentar o desenvolvimento físico, mental e espiritual dos praticantes.

Em 1988, fez sua estreia como esporte de demonstração nos Jogos Olímpicos de Seul. Posteriormente, em 2000, conquistou o status de esporte oficial nos Jogos Olímpicos.

Veja mais sobre taekwondo.

8. Kickboxing

Treino de kickboxing

O kickboxing é um esporte de combate desarmado em pé, fundamentado em chutes (kick) e socos (boxing). É praticado com objetivos de defesa pessoal, condicionamento físico geral ou como um esporte de contato.

O esporte tem suas raízes nos séculos XIII e XIV, remontando à arte marcial tailandesa conhecida como muay boran, precursora do muay thai. Esta prática era realizada pelos guerreiros siameses e evoluiu para se tornar um esporte popular no século XIX.

A história moderna do kickboxing iniciou nos anos 1950, em meio à rivalidade entre muay thai e karatê. Tatsuo Yamada, um praticante de karatê, iniciou o estudo do muay thai, experimentando técnicas e regras de ambas as modalidades. Entretanto, o título de "pai do kickboxing" é frequentemente atribuído a Osamu Noguchi, um promotor que fundou a primeira associação de kickboxing em 1966.

É um esporte de combate dinâmico, no qual os lutadores utilizam uma variedade de técnicas, incluindo socos, chutes, cotoveladas e joelhadas.

As regras do kickboxing variam conforme a organização que promove o evento, mas algumas regras gerais são comumente seguidas.

  • Os atletas devem usar equipamento de proteção, incluindo luvas, capacete, protetor bucal, protetor de canela e protetor genital.

  • A área de combate é um ringue ou tatame de 6 metros de diâmetro.

  • Lutadores devem permanecer na área de combate durante todo o confronto.

  • Combates geralmente duram três rounds de três minutos cada.

  • Intervalo de um minuto entre os rounds.

  • Juízes pontuam golpes no torso, cabeça e pernas do oponente.

  • O combate pode terminar por nocaute, nocaute técnico, decisão dos juízes ou desclassificação.

Existem diversos estilos de kickboxing, cada um com suas próprias regras e técnicas específicas.

Saiba mais sobre kickboxing.

9. MMA (artes marciais mistas)

Lutadores de MMA

MMA é a abreviação de Mixed Martial Arts, "Artes Marciais Mistas", em português. é um esporte de combate que combina técnicas de diversas artes marciais, incluindo boxe, jiu-jitsu, caratê, judô, muay thai, entre outras. Sua prática que combina golpes de luta em pé e técnicas de luta no chão.

O MMA tem suas raízes nas artes marciais tradicionais, que eram usadas para defesa pessoal e treinamento militar. No entanto, o MMA moderno surgiu no final do século XX, a partir de competições de vale-tudo, que permitiam o uso de uma variedade de técnicas de combate, incluindo golpes com punhos, pés, cotovelos, joelhos, além de técnicas de imobilização e estrangulamento.

As artes marciais mistas podem ser praticadas de modo recreativo ou em torneios. Um exemplo de organização que promove torneios de artes marciais misturas, é o UFC (Ultimate Fighting Championship). As regras do MMA variam conforme a organização que promove o evento.

Veja também sobre MMA.

10. Jiu-jitsu

Lutadores de jiu-jitsu

O jiu-jitsu é uma arte marcial japonesa que se caracteriza pelo uso de técnicas de imobilização no solo. O objetivo da luta é subjugar o oponente usando técnicas de estrangulamento, chaves de braço, perna, ou imobilizações.

Surgiu há mais de 2.000 anos na Índia e China, e foi trazido para o Japão pelos monges budistas. No Japão, o jiu-jitsu foi desenvolvido pelas classes guerreiras, como os samurais, para sere usado em combate.

No início do século XX, o jiu-jitsu foi introduzido no Brasil pelo mestre Mitsuyo Maeda. O mestre ensinou o jiu-jitsu a Carlos Gracie, que, por sua vez, passou a ensinar a seus irmãos. Os Gracies desenvolveram o jiu-jitsu brasileiro, que se tornou uma das modalidades de jiu-jitsu mais populares do mundo.

O jiu-jitsu é uma arte marcial que enfatiza o controle e a técnica, em vez da força bruta. Também promove o respeito e a disciplina.

As principais técnicas do jiu-jitsu são:

  • Estrangulamento: imobilização do adversário apertando o seu pescoço com os braços ou pernas.

  • Chave de braço: o atleta imobiliza o oponente pelo braço.

  • Chave de perna: imobilização do oponente pela perna.

  • Guarda: permite o atleta, estando de costas no chão, defender-se de um ataque.

  • Passagem de guarda: quando o atleta consegue se defender do ataque e assume a posição de controle da luta.

  • Montada: o atleta se senta sob o adversário e o imobiliza com as mãos e pernas.

  • Defesa de queda: permite o atleta se defender de um ataque que o derrubará no chão.

O praticante de jiu-jitsu tem seu nível de habilidade classificado através de faixas coloridas, cada uma representando um estágio específico de experiência.

O progresso é marcado da faixa branca para iniciantes até a faixa preta para praticantes com mais de sete anos de experiência. A progressão inclui as faixas cinza, amarela, laranja, verde, azul, roxa e marrom, proporcionando uma indicação clara do tempo de prática e habilidade adquirida ao longo do tempo.

Saiba mais sobre jiu-jitsu.

11. Kendo

Lutadores de kendo

O Kendo é uma arte marcial japonesa que utiliza o sabre de bambu, chamado shinai, visando o aprimoramento do caráter e o cultivo da mente.

Os praticantes, chamados kendoka, usam uma armadura protetora chamada bogu para cobrir partes vitais do corpo. O objetivo não é apenas atacar o oponente, mas fazê-lo de maneira correta, seguindo princípios éticos.

O respeito é fundamental no esporte, sendo enfatizado durante as práticas e competições. As disputas, chamadas de shiai, pontuam atingindo áreas específicas do corpo do oponente. O treinamento inclui o kihon (fundamentos), aprimorando técnicas básicas e postura. Tais fundamentos são baseados nos seguintes princípios:

  • Rei: respeito

  • Gi: sinceridade

  • Chuugi: lealdade

  • Jukuren: perseverança

  • Medakashii: humildade

Além de uma prática física, a arte marcial é uma jornada espiritual. Os praticantes buscam desenvolver não apenas habilidades físicas, mas virtudes como coragem, honestidade, entre outros. Esses valores refletem os princípios do bushido, o código ético dos samurais.

12. Kung fu

Lutadores de kung-fu

O kung fu é uma arte marcial com origens na China, cuja tradução literal do mandarim significa "trabalhar duro" ou "tempo e habilidade". Os chineses também utilizam a expressão para referir-se a algo conquistado com esforço e habilidade na luta corporal.

É reconhecido como uma das artes marciais mais antigas do mundo, possuindo uma história milenar. Existem diversas lendas sobre sua origem, sendo a mais conhecida a narrativa do monge chinês Ta Mo, que observou o movimento dos animais para desenvolver a arte.

O ensino da arte, inicialmente restrito aos monges, foi estendido a todos interessados por volta do século XIV. Fora do Oriente, a popularização do Kung Fu ocorreu no final dos anos 1960, impulsionada por séries e filmes de artes marciais, notadamente protagonizados por Bruce Lee e Jackie Chan.

Essa arte marcial busca desenvolver tanto o corpo quanto a mente, fomentando disciplina, persistência e respeito aos limites individuais. O estilo tradicional destaca a filosofia chinesa e é praticado por pessoas de todas as idades. Por outro lado, o kung fu moderno, uma adaptação do tradicional, é direcionado a atletas preocupados com a constituição corporal.

Apresenta uma diversidade de estilos, cada um associado a seres ou elementos da natureza, como Águia, Bêbado, Dragão, Garça, Leopardo, Louva-a-deus, Macaco, Serpente Divina, entre outros. Cada estilo possui características específicas inspiradas nos movimentos de animais e elementos naturais.

O kung fu também é praticado como um esporte competitivo, igualmente conhecido como wushu. Surgiu na China na década de 1950, como parte de um esforço do governo para promover a cultura chinesa e o esporte.

Veja também sobre kung fu.

Veja também:

Equipe da Enciclopédia Significados
Equipe da Enciclopédia Significados
O Significados conta com uma equipe de especialistas e entusiastas para produzir, organizar e revisar os conteúdos.
Outros conteúdos que podem interessar