O que são os Transgênicos?

Transgênicos são organismos vivos (normalmente plantas e animais) geneticamente modificados.

Com o avanço da engenharia genética, surgiu a possibilidade de alterar o DNA de alguns seres vivos com o intuito de potencializar ou criar determinadas características que seriam inviáveis de serem produzidas pela natureza.

A modificação genética pode incluir diferentes tipos de técnicas, como a manipulação do DNA recombinante de diferentes espécies, fusão celular, hibridizações, etc.

Transgene e Trangênico

Muitas pessoas confundem estes dois termos e consideram sinônimos. Mas, mesmo estando relacionados, ambos possuem significados distintos.

Transgene se refere ao material genético extraído de determinado ser vivo e que é introduzido em outro.

Transgênico, por sua vez, se refere ao organismo que foi geneticamente modificado.

Alimentos transgênicos

O termo “transgênico” é popularmente associado aos alimentos produzidos a partir da agricultura, como vegetais, frutas, etc.

A principal finalidade da criação de alimentos transgênicos é desenvolver produtos com melhor qualidade e resistência, visando principalmente o lucro dos produtores.

Inúmeras são as possibilidades de manipulação genética na agricultura, criando desde plantas mais resistentes às pragas até alimentos mais ricos em determinados tipos de vitaminas.

Vantagens e desvantagens

A produção de produtos transgênicos, principalmente para o consumo humano, é alvo de intenso debate entre os defensores da manipulação genética e aqueles que criticam esta prática (como o Greenpeace, por exemplo), acusando-a de ser nociva à saúde.

Confira quais são os principais prós e contras dos alimentos transgênicos:

Vantagens

  • Podem evitar ou prevenir o risco de pragas e doenças nas plantações;
  • Aumento da produtividade e rendimentos das colheitas;
  • Podem ser mais resistentes aos agrotóxicos;
  • Produção de alimentos enriquecidos com mais proteínas e vitaminas específicas;
  • Retirar características que podem ser nocivas para as pessoas (por exemplo: retirar a lactose presente no leite, para as pessoas que são alérgicas a este componente).

Desvantagens

  • Desencadeamento de novos tipos de alergias, devido as diferentes proteínas criadas a partir da manipulação genética;
  • Podem criar efeitos inesperados no produto, ou seja, os efeitos podem ser imprevisíveis;
  • Podem ser produzidas substâncias tóxicas, quando há uma perda no controle da manipulação dos transgênicos;
  • As alterações genéticas podem provocar sérios desequilíbrios ecológicos, afetando a cadeia alimentar de determinado ecossistema;
  • Diminuição da biodiversidade.

Transgênicos no Brasil

No Brasil, de acordo com a Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio), todos os produtos transgênicos devem ser identificados, para que os consumidores saibam que o alimento que estão a consumir é geneticamente modificado.

Outra regra é a aprovação da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) antes da produção e comercialização de determinado produto transgênico para a população.

Veja também o significado de DNA Recombinante.