Diversidade Religiosa

Atualizado em

O que é a diversidade religiosa:

A diversidade religiosa representa a grande quantidade e variedade de religiões no mundo.

A diversidade religiosa se manifesta nas diferentes crenças, cultos e rituais ao redor do mundo, professados por pessoas que vivem em diversos lugares e culturas.

É possível encontrar diversidade religiosa no cotidiano, quando numa mesma região há lugares para cultos e rituais de diferentes religiões, por exemplo.

A diversidade religiosa representa também a liberdade religiosa dos indivíduos e a valorização de todas as manifestações religiosas. Explica que não existe uma única religião que seja verdadeira e que esteja acima das outras. Assim como há diferentes locais e culturas, há diferentes religiões e crenças.

Inclusive, o termo “respeito a diversidade religiosa” surgiu como uma forma de cessar as ações de intolerâncias entre diferentes grupos religiosos.

Isso ocorre muito em grupos religiosos que acreditam numa única forma de fé, crenças e rituais e não aceitam outras religiões ou crenças.

Esse termo foi totalmente amparado por lei em diversos países, como o Brasil, por exemplo, com o intuito de promover o respeito entre as diferentes religiões, suas práticas e seus fies.

Algumas das religiões que existem no mundo, são:

  • Cristianismo;
  • Espiritismo;
  • Judaísmo;
  • Sikhismo;
  • Budismo;
  • Religião Tradicional Chinesa;
  • Hinduísmo;
  • fé Baha'i;
  • Jainismo;
  • Xintoísmo;
  • Candomblé;
  • Umbanda;
  • Taoísmo;
  • Tenrikyo;
  • Wicca;
  • Zoroastrismo.

Há também as religiões populares ou tradicionais de um povo, como:

  • as religiões tradicionais africanas, como o Iorubá, Vodun e Mitologia Bandus;
  • a religião aborígene australiana: animista;
  • as religiões e rituais indígenas.

Diversidade religiosa no Brasil

O Brasil é um país que possui uma rica diversidade religiosa, consequência de uma grande miscigenação cultural, que ocorreu ao longo dos vários processos imigratórios que o país sofreu na sua história.

A população brasileira é majoritariamente cristã, sendo sua maior parte católica, devido à colonização portuguesa.

Inclusive, o catolicismo foi a religião oficial do Estado brasileiro até 1890, quando o Decreto de número 119-A, decretou o Estado como laico, ou seja, o Estado e as religiões foram separados.

Até 1890, poderiam existir outras religiões e crenças no Brasil, mas não havia a liberdade de culto. Ou seja, outras religiões que não fosse o catolicismo, não poderiam fazer cultos ou rituais públicos.

Hoje, existem diversas religiões no Brasil, como o espiritismo, o protestantismo, o budismo, e religiões afro-brasileiras, como o Candomblé e a Umbanda.

A Constituição Brasileira (artigo 5º, VI) afirma que a liberdade de consciência e escolha de religião é inviolável e a proteção de locais de cultos e suas liturgias é garantida por lei.

Leia também: o que é religiosidade, o que é ensino religioso e o que é intolerância religiosa.

Diversidade religiosa e os Direitos Humanos

Segundo a Declaração Universal dos Direitos Humanos todo indivíduo tem direito a liberdade de pensamento, consciência e religião.

Este direito também inclui a liberdade de mudar de religião ou crença. A liberdade de manifestar sua religião ou crença, pelo ensino, pela prática, pelo culto e pela observância isolada ou coletiva.

Um dos principais comprometimentos dos Direitos Humanos com a diversidade religiosa é assegurar os direitos, o respeito, a liberdade e o reconhecimento de diferentes religiões ao redor do mundo. Assegura também os direitos e liberdade de quem não professa fé alguma.

Outra iniciativa criada pelos Direitos Humanos, é o incentivo ao desenvolvimento de práticas e atividades pedagógicas nas escolas, para abrir uma conversa de respeito às diferentes crenças e religiões.

Leia também: